NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 16 de agosto de 2019

Prefeituras de Minas Gerais resolveram acatar a recomendação da Associação Mineira de Municípios (AMM) para iniciar o ano letivo somente após o carnaval. Diversas regiões já oficializaram a decisão. O argumento é o atraso nos repasses por parte do governo estadual.Em Itaúna, segundo a Prefeitura, a previsão de início das aulas nas escolas municipais é para o dia 5 de fevereiro. Nas escolas estaduais, tudo indica que comecem no dia 7 de fevereiro.

O governo divulgou comunicado para dizer que na rede estadual “em respeito a toda comunidade escolar” está mantido “o início do ano letivo de 2019 no dia 7 de fevereiro”. Alega ainda que “para garantir o funcionamento das escolas neste início de ano e honrar com seus compromissos” repassou R$ 48,7 milhões para a educação.

Na terça-feira, 29, as prefeituras do Triângulo Mineiro e do Vale do Paranaíba aderiram à sugestão. Em encontro organizado pela Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Paranaíba (Amvap), que representa 22 prefeituras, ficou resolvido que as escolas de ensino fundamental e infantil iniciarão o ano letivo somente no dia 11 de março.

A reunião foi em Uberlândia, segunda maior cidade de Minas. Também participaram representantes de Araguari, Centralina, Campina Verde, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo e outros municípios.Sobre o prejuízo para os alunos, as prefeituras alegam que pior seria reabrir as escolas sem ter dinheiro para pagar funcionários, fornecedores e custear serviços como o da merenda.

O governador Romeu Zema (Novo), em reunião com representantes de prefeituras em Varginha na última quinta-feira, 24, prometeu regularizar os repasses até o início de fevereiro. Na ocasião, ele reclamou de ter assumido “um governo falido, desorganizado, com situação muito mais grave do que os números demonstravam”.

Com informações Uai