NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 20 de junho de 2021

bh objetivos onu

 

 

 

 

Belo Horizonte conseguiu bater nove das 15 metas locais estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2000, no programa Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Entre os pontos positivos, está erradicação da extrema pobreza e da fome, queda da mortalidade infantil e avanços no saneamento. Os desafios para a capital mineira são reverter a propagação do HIV/ AIDS, garantir a sustentabilidade ambiental e a mobilidade sustentável. Os resultados foram apresentados pela prefeitura ontem.

Das metas estipuladas pela ONU, BH conseguiu reduzir pela metade a proporção da população abaixo da linha de pobreza – 15,3{4f38b4b7d8b4b299132941acfb1d57d271347fbd28c4ac4a2917fcb5fee07f0b} das pessoas viviam assim em 1991 na capital mineira. Este índice representava 6,2{4f38b4b7d8b4b299132941acfb1d57d271347fbd28c4ac4a2917fcb5fee07f0b} em 2010. Em relação à mortalidade infantil, o município já conseguiu reduzir o número de óbitos de menores de 1 ano, por mil nascidos vivos, de 34,6 em 1993 para 9,7 em 2013, superando a meta estabelecida de 11,5. A meta também foi batida em relação ao saneamento, a cidade conseguiu reduzir a proporção da população sem acesso permanente e sustentável a água potável e esgotamento sanitário. O índice atingiu 98{4f38b4b7d8b4b299132941acfb1d57d271347fbd28c4ac4a2917fcb5fee07f0b} e 95,7{4f38b4b7d8b4b299132941acfb1d57d271347fbd28c4ac4a2917fcb5fee07f0b}, respectivamente.

DESAFIOS Outros objetivos ainda são desafios. Em relação ao combate ao HIV/Aids, a malária e outras doenças, o estudo aponta que não houve queda. De acordo com o levantamento os recorrentes surtos de dengue, incidência de leishmaniose visceral e mortalidade por tuberculose também não apresentam clara tendência de queda.Parte inferior do formulário