Bombeiros ajudam bebê engasgada no Bairro Piedade

5/03/2022 | Itaúna

Segundo a mãe da bebê, sua filha engasgou  durante a amamentação – Foto Divulgação Corpo de Bombeiros

 

 

Uma família de Itaúna passou por um susto na última semana. Conforme solicitação realizada através do 193, às 14h06h do dia 03/03, foi enviada uma unidade de resgate para o Bairro Piedade em Itaúna, para atendimento de uma bebê de 02 meses, que estava com obstrução de vias aéreas.

 

Segundo a mãe da bebê, sua filha engasgou  durante a amamentação e estava cianótica (arroxeada) e perdendo a consciência.

 

O Cabo Maia, telefonista/rádio operador do 193 no momento do chamado, repassou orientações e procedimentos para a mãe realizar a manobra de desobstrução das vias aéreas até que o socorro chegasse.

 

A guarnição de resgate se deslocou ao local e quando chegaram a bebê  estava lado de fora da casa, no colo de sua mãe, que realizava as manobras de desobstrução das vias aéreas repassadas pelo Cabo Maia, estando já respirando bem e consciente.

 

Foi realizada  a avaliação detalhada da bebê, que  foi conduzida, sob monitoramento da equipe ao Hospital Manoel Gonçalves, onde foi atendida pelo médico de plantão .

 

Divinópolis

 

Por volta das 23h20, o Centro de Operações de Bombeiros recebeu uma chamada via 193, em que a Senhora Jéssica relatou que sua filha Sofia, com apenas 9 dias de vida, tinha engasgado e parado de respirar após a amamentação.

 

A mãe relatou que a bebê não se mexia e apresentava coloração arroxeada. Então, diante da situação, o atendente do Corpo de Bombeiros, orientou a mãe como realizar as manobras de desobstrução.

 

Os procedimentos foram executados pela mãe em conjunto com as orientações via telefone. Enquanto as manobras eram realizadas, uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros já estava a caminho do endereço da vítima, no bairro Santos Dumont em Divinópolis.

 

Após algumas repetições dos movimentos, a mãe informou que a pele estava voltando à cor normal, um tom rosado e que a pequena Sofia já respirava normalmente.

 

Instantes depois, com a chegada da Unidade de Resgate, a bebê foi avaliada pelos socorristas e, naquele momento, felizmente já se encontrava acordada nos braços da mãe.

 

 

 

Veja também