NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 16 de setembro de 2019

 

Segundo os dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, atualizados nesta segunda-feira, 09 de Setembro, Itaúna registrou um ligeiro aumento nos casos prováveis de Dengue na cidade. A cidade que estava com 733 casos prováveis da doença, agora registra 734 casos.

 

O número de casos prováveis é considerado como taxa de incidência muito alta pela secretaria de estado de saúde.

 

Divinópolis, a maior cidade da região e sede da Superintendência Regional de Saúde (SRS), também registrou um aumento dos casos prováveis de dengue, antes com 4.088 agora com 4.091 casos. Nova Serrana continua como a cidade da região com mais casos prováveis da doença registrados após o número de casos na cidade ter diminuído chegando a 4.433 casos.

 

A taxa de incidência da doença considera não apenas o número absoluto de casos prováveis (entre suspeitos e sob investigação), mas também a proporcionalidade dos casos em relação ao tamanho da população de um determinado município.

 

 

Mortes por Dengue

 

Em 2019, até o momento, foram confirmados 132 óbitos por dengue no estado. Mais 127 óbitos ainda estão em investigação para confirmar se a causa da morte realmente foi dengue.

 

Quatro novas mortes por dengue em cidades do Centro-Oeste de Minas Gerais foram confirmadas nesta segunda-feira (9) pelo Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Divinópolis e Nova Serrana tiveram a primeira morte registrada este ano pela doença. Já Arcos e São Gonçalo do Pará registraram novas mortes por dengue.

 

 

Chikungunya

 

Em Itaúna 04 casos prováveis de Chikungunya continuam sob investigação para confirmação da doença. Em Minas o número de casos prováveis de Chikungunya diminuiu, chegando a 2.632 casos.

 

 

Zika

 

Foram registrados também 04 casos prováveis de Zika vírus na cidade, que continuam sob investigação para saber se realmente é um caso da doença. No estado o número de casos prováveis caiu de 859 para 834.