NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 26 de novembro de 2020

Foto Divulgação Prefeitura

A partir desta terça-feira, 11/08, começa a funcionar efetivamente o serviço Castramóvel em Itaúna (uma solenidade será realizada na segunda-feira, às 10h, com transmissão ao vivo pelo Instagram da Prefeitura).O Castramóvel ficará (inicialmente como ponto fixo) na sede da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços, localizada na Rua José Monteiro, nº 50, Bairro Antunes.

As castrações serão realizadas por bairros, iniciando-se pelo Morada Nova, considerando o perfil sócio-econômico e demográfico da região, além da alta incidência de casos de leishmaniose. Como o veículo que presta o serviço é próprio do município e será um projeto contínuo para toda população, outros bairros serão contemplados posteriormente. A média prevista de esterilizações é de 64 animais por mês.

A seleção dos cães e gatos a serem castrados será por meio dos agentes comunitários de saúde, que farão contato com os tutores para a realização do cadastro. Serão priorizados os animais de rua, semi-domiciliados e de pessoas de baixa renda que recebem bolsa família. Todos os pets a serem esterilizados farão o exame para leishmaniose.

Além disso, obrigatoriamente e previamente à castração, os tutores deverão participar de uma palestra na qual serão explicados a importância da castração e os cuidados pós-operatórios com o animal. A equipe de trabalho para realização dos procedimentos será composta por um médico-veterinário e dois auxiliares.

Para a saúde pública, os benefícios são o controle populacional de animais, inclusive os de rua, além da diminuição de doenças de animais para outros animais e de animais para seres humanos. Já para os animais castrados, os benefícios são diminuição de fuga para acasalar, diminuição de agressividade e da necessidade de marcação de território, prevenção de doenças tais como alguns tipos de hérnias, tumores, doenças ovarianas e testiculares.

Para o Secretário Municipal de Saúde, Fernando Meira, “o número de animais de rua na cidade é grande e no Brasil chega a milhões. A castração vem como forma humanitária de controlar esta população, somando à ações educativas e de conscientização sobre a guarda responsável destes pets. Assim evitaremos abandonos, maus-tratos, violências, acidentes, doenças, dentre outros pontos. Agradecemos a Prefeitura pelo investimento e à todos os envolvidos para concretização deste projeto e que a população faça bom uso do novo serviço”, explicou.