Centro-Oeste tem registro de 4ª morte por dengue

15/06/2022 | Centro-Oeste

Há mortes registradas em Itaúna, São Roque de Minas, Oliveira e Piumhi – Imagem: Getty Images

 

 

O município de Piumhi, no Centro-Oeste de Minas, tem um registro de morte por dengue, segundo dados do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG). O documento também tem informações sobre chikungunya e zika na região.

 

A região tem 6.938 casos prováveis de dengue. São 758 casos suspeitos a menos, em comparação com o boletim anterior, que registrou 7.696 casos prováveis da doença. A região agora tem quatro mortes por dengue confirmadas.

 

Sobre os casos prováveis de chikungunya, a região está com 96 registros. Sobre a zika, há dois registros de casos prováveis.

 

Dengue

 

Conforme a SES-MG, Piumhi tem 1.607 casos prováveis de dengue; o município segue com o com maior número de casos na região. Em seguida, aparece Nova Serrana com 1.309; Luz com 736; e Bom Despacho com 472 casos prováveis da doença. Há mortes registradas em Itaúna, São Roque de Minas, Oliveira e Piumhi.

 

Até dia 14 de junho, Minas Gerais registrou 83.808 casos prováveis (casos notificados, exceto os descartados) de dengue. Deste total, 45.624 casos foram confirmados para a doença. Vinte e cinco óbitos foram confirmados e outras 49 mortes são investigadas, até o momento.

 

Zika e chikungunya

 

Conforme a SES-MG, em relação à febre chikungunya, foram registrados 7.381 casos prováveis da doença em Minas Gerais. Do total, 3.438 foram confirmados. Até então, não há nenhum caso de óbito confirmado por chikungunya no estado e um segue em investigação.

 

Na região Centro-Oeste, Formiga é a cidade com maior número de casos na região: são 51.

 

Quanto ao vírus zika, foram registrados 73 casos prováveis em MG, sendo 12 confirmados para a doença. Não há óbitos no estado pela doença até o momento.

 

No Centro-Oeste de Minas, foi registrado um caso de zika em Araújos e outro em Carmópolis de Minas.

 

 

 

 

 

 

 

Veja também