NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 5 de dezembro de 2020

Chacina irmãos auler 29.12.15 3 Copy

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já não é a primeira vez, que o tráfico e a violência há meses fazem parte da rotina diária de quem mora no Bairro Irmãos Auler. Seja com roubos ou assassinatos, muitas das vezes, o mundo das drogas ocupa uma página de destaque nas ocorrências policiais daquela região. Seja na tentativa de instalar facções ligadas ao tráfico, domínio de bocas, busca de poder e a eterna rixa de gangues e turmas do tráfico.

 

O ano de 2015 vai terminando e a tristeza e dor de muitos familiares farão parte do registro deste fim de ano, pais, mães e irmãos das vítimas hoje lamentam a perda de alguém querido para o mundo das drogas e sua violência. Para os que estão diretamente ligados ao mundo das drogas foi apenas mais uma disputa, vingança ou forra que aconteceu. Para moradores da região o alívio de ter menos contraventores circulando pelas ruas.

 

Em uma residência que foi recentemente invadida pelo grupo de rapazes e moças localizada na rua Marechal Floriano Peixoto, seis jovens – sendo alguns menores – foram surpreendidos e baleados praticamente a queima roupa.

 

Três deles morreram na hora. Um quarto integrante do grupo morreu durante a madrugada no Hospital Manoel Gonçalves. São eles Sara de Oliveira Chaga 19, Pedro Henrique Rodrigues 16, Daniel Henrique dos Reis Mendes 15 e Nivair José da Silva Junior de 17 anos. Outros dois ficaram feridos com gravidade e foram socorridos a tempo por populares e pelas unidades do SAMU.

 

Ainda não se sabe a razão da chacina e tampouco quem são os autores, a única informação é que no imovel chegaram 2 homens de pele branca e usando capuz,  que invadiram a casa e dispararam contra os jovens. todos os tiros foram direcionados à cabeça das vitimas.

 

Há praticamente duas semanas este mesmo grupo morava em um apartamento nas proximidades do local do assassinato. A polícia esteve neste apartamento onde realizou uma batida policial apreendendo um menor. Passados alguns dias , os jovens deixaram o imóvel e invadiram a casa que estava desocupada na rua Marechal Floriano. Recentemente haviam contratado um pedreiro para que assentasse cacos de vidro sobre os muros para reforçar a segurança.

 

Moradores da região evitam dar detalhes, mas alguns, muito reservadamente informaram que algumas das vítimas dessa noite, impunham terror no bairro, ameaçavam moradores e comerciantes da região impedindo inclusive que alguns se estabelecessem no bairro. Um deles ainda chegava a andar em bicicletas motorizadas pelas ruas do bairro com armas na cintura demonstrando autoridade e poder na região.

 

Uma das moças mortas no atentado, informaram alguns populares, havia sido libertada da Penitência Pio Canedo em Pará de Minas onde cumpria pena por envolvimento com o tráfico. A mãe da jovem havia a poucos meses tirado a própria vida em razão do descontentamento do envolvimento da filha com o tráfico.

 

De acordo com a polícia, todos os jovens tinham envolvimento com roubos e trafico de drogas.

 

A perícia foi acionada e a funerária N. S. Aparecida mais uma vez se encarregou de recolher os corpos das vítimas .

 

 

Chacina irmãos auler 29.12.15 2 CopyChacina irmãos auler 29.12.15 4 CopyChacina irmãos auler 29.12.15 Copy