Chuva de granizo cobre estradas e plantações em Minas

18/08/2020 | Minas Gerais

Moradores do Sul de Minas param para observar a quantidade de gelo que caiu – Foto: reprodução Jornal das Gerais

 

 

Uma chuva de granizo impressionou produtores rurais e moradores de algumas cidades do Sul de Minas, na manhã desta terça-feira (18). Era por volta das 6h quando começou uma pancada de chuva, que veio acompanhada de ventos fortes e pedras de gelo.

 

 

https://www.facebook.com/santanafmitauna/videos/3326939637402718/

 

 

O fenômeno foi registrado nos municípios de Caldas, Ibitiúra de Minas, Santa Rita de Caldas, na região de Andradas. Os moradores registraram em vídeos e fotos como ficaram estradas e plantações após o fim da tempestade. Tudo estava coberto. “Parece que caiu neve” comentou um morador ao registrar as imagens.

A estrada que liga o distrito do Pião à Santa Rita de Caldas ficou com um tapete branco cobrindo o asfalto. As pedras de gelo também provocaram estragos em plantações de café e hortaliças, danificando estruturas e rasgando folhas e quebrando galhos das plantas. Os prejuízos provocados ainda serão calculados.

 

Instabilidade na região

Estradas ficaram cobertas de gelo – Foto: reprodução Jornal das Gerais

 

A pancada de chuva com granizo foi provocada pela formação de uma área de instabilidade sobre o Sul de Minas desde ontem (17). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, uma frente ria está estacionada sobre o litoral paulista, provocando essa instabilidade no extremo Sul de Minas.

Segundo a meteorologista do INMET, Anete Fernandes, o fenômeno a tempestade de granizo acontece após um longo período sem chuva e de tempo seco. “São formadas nuvens altas, de desenvolvimento vertical, as chamadas cumunimbus, que vêm carregadas com raios, ventos e gelo”, explica Anete.

Ainda conforme a metereologista, a frente fria que está sobre o litoral paulista irá recuar até o Sul do Brasil e retornará para o Sudeste do país na próxima sexta-feira, trazendo mais chuvas e derrubando as temperaturas.

 

A quantidade de gelo parecia que nevou sobre a região – Foto: reprodução Jornal das Gerais

 

 

Do Uai

 

 

 

 

 

 

Veja também