NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 25 de janeiro de 2021

Foto: Prefeitura de Taiobeiras / Divulgação

 

Nos EUA, o movimento por justiça racial “Black Lives Matter” levou à retirada de estátuas de personalidades históricas que defenderam a escravidão no país. Bem abaixo da linha do Equador, polêmicas ao redor de uma figura retratada em uma escultura também levaram à sua retirada de um espaço público, em Taiobeiras, município de quase 35 mil habitantes no Norte de Minas.

 

Como parte do projeto municipal “Faces da História” que retrata ex-governantes em esculturas pela cidade, a prefeitura de Taiobeiras instalou uma estátua do ex-prefeito Joel da Cruz Santos em uma praça com aparelhos de lazer para crianças neste ano. A instalação foi alvo de protestos nas redes sociais, já que o ex-mandatário foi condenado, em 2016, por estupro de menores. Ele governou a cidade por três períodos, o último deles entre 1997 e 2002.

 

Após as críticas, a prefeitura retirou o monumento do espaço. “A ideia inicial seria instalar as esculturas em locais em que houvesse referência aos homenageados. A escultura em questão foi colocada na Praça Januário Martins por ser o endereço dos pais do ex-prefeito”, diz uma nota da gestão municipal. Um vídeo divulgado por ela para comemorar a revitalização da praça mostra o espaço repleto de crianças brincando sem máscara.

 

Nas redes sociais da prefeitura e do atual prefeito, Danilo Mendes Rodrigues (PSDB), a população ainda se divide: enquanto alguns cidadãos elogiam a retirada da estátua, outros louvam o trabalho do ex-prefeito.

 

Por: O Tempo