NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 26 de fevereiro de 2020

Ruas em Oliveira tiveram pavimentação arrancada – Foto  Aline Fonseca/MG1.

 

Subiu para cinco o número de cidades do Centro-Oeste de Minas que decretaram situação de emergência pública por conta das chuvas registradas na região nos últimos dias e que causaram estragos nos municípios.

Até o momento, Pará de Minas e Santo Antônio do Monte emitiram decreto em nível municipal; Oliveira, Itapecerica e Igaratinga, em nível federal. A reportagem solicitou a lista completa das cidades que emitiram decreto e aguarda retorno da Defesa Civil de MG.

A medida vale por 180 dias e possibilita ações mais céleres para a recuperação dos estragos e auxílio à população. Todos os órgãos estaduais estão autorizados a atuar nos trabalhos sob coordenação da Defesa Civil do Estado.

Água do rio transbordou e atingiu casas em Itapecerica — Foto: Produção Portal Gerais/Divulgação

 

Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional reconheceu situação de emergência em mais de 100 municípios mineiros. Entre eles, Oliveira, Igaratinga e Itapecerica. As cidades de Pará de Minas e Santo Antônio do Monte também assinaram o decreto de situação de emergência.

Situação de emergência

A Defesa Civil Nacional reconheceu situação de emergência em 101 cidades de Minas Gerais. Nesta terça-feira (28), o Diário Oficial da União publicou que decretos de 54 cidades foram atendidos.

Na segunda-feira (27), a entidade já tinha reconhecido os pedidos de outros 47 municípios. No total, 101 cidades de Minas Gerais estão nesta situação por causas das chuvas.

Agora as prefeituras poderão ter acesso a recursos federais para ações de socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais à população e reconstrução de estruturas danificadas.

A Defesa Civil Nacional informou que técnicos do órgão estão no estado para auxiliar as prefeituras na elaboração dos planos. Outra medida é que trabalhadores destas cidades vão poder sacar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)

Por G1