NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 18 de junho de 2021

andre mansur juro bancario de pessoa fisica e o maior desde 2011

 

 

 

 

 

O custo de vida do brasileiro voltou a subir, em julho.

 

O avanço do Índice Geral de Preços – Mercado, o IGP-M, apurado pela Fundação Getúlio Vargas, foi de 0,69 por cento.

 

O indicador também é chamado de inflação do aluguel, já que é com base nele que é reajustada a maioria dos contratos de locação de imóvel, no País.

 

No acumulado dos últimos 12 meses, os preços, de uma forma geral, subiram quase sete por cento.

 

Pra chegar ao resultado final, a FGV levou em conta três parâmetros.

 

Primeiro, os preços cobrados diretamente dos consumidores na hora de pagar as despesas do dia a dia.

 

Neste caso, a alta de julho foi puxada, por exemplo, pelo condomínio residencial e as contas de água e luz.

 

O segundo indicador é o custo da construção civil, que avançou 0,66 por cento, graças ao aumento dos materiais e principalmente da mão de obra.

 

E, por fim, os preços cobrados de quem produz.

 

A alta nesse caso foi puxada por matérias primas como o minério de ferro, a soja em grão e o farelo de soja.