Cruzeiro terá ‘maratona’ pela frente: oito jogos em 30 dias

1/06/2022 | Esportes, Minas Gerais

Líder isolado da Série B, Cruzeiro terá uma sequência pesada pela frente – Foto reprodução 

 

 

Líder isolado da Série B do Brasileiro, com 22 pontos em nove rodadas, o Cruzeiro terá um mês de junho decisivo para sua caminhada em busca de seus objetivos na temporada: em um intervalo de 30 dias, o time terá que encarar uma ‘maratona’ de oito partidas.

 

Serão sete rodadas da Série B do Brasileiro e o duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, contra adversário ainda a ser definido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em sorteio que será realizado no próximo dia 7 de junho.

 

A sequência pesada colocará à prova o elenco celeste. Nas últimas partidas, Pezzolano tem sido forçado a alterar a escalação em função de problemas de contusão e também de suspensão de jogadores por acúmulo de cartões amarelos.

 

Em função do grande número de jogos, o treinador também não terá as chamadas ‘semanas livres’ para poder trabalhar com o grupo na Toca da Raposa.

 

A maratona celeste começa já nesta sexta-feira (3), diante do Operário, em Ponta Grossa. Depois, na sequência, o clube recebe o CRB, visita o Vasco e mede forças com a Pone Preta, no Mineirão.

 

A ‘batalha’ da Série B terá uma pausa para o duelo da Copa do Brasil, com a provável data do dia 22 de junho. Por fim, o Cruzeiro encerra o mês visitando o Ituano e depois recebendo Sport e Vila Nova-GO.

 

Um dos jogadores mais experientes do elenco celeste, o zagueiro Eduardo Brock sabe que a missão será complicada, mas vê o grupo pronto para encarar essa maratona.

 

“Quem conhece o calendário brasileiro sabe que tem esses meses desta forma, que não tem tempo algum para trabalhar, é uma intensidade muito alta. Já passamos neste ano por uma sequência assim de jogos e continuamos evoluindo. A gente tem que ter essa consciência de que, independente de desgaste, de muitos jogos, temos que saber que precisamos evoluir como equipe, pois isso vai nos fazer trazer resultado, passar por essa maratona de jogos, com resultados positivos”, destaca.

 

Quanto ao fato de não poder ter mais semanas livres para trabalhos na Toca da Raposa, o defensor afirma que o grupo vai ‘se adaptando’ no decorrer das próprias partidas. “Nosso treino, entre aspas, também é quando a gente joga. Temos a oportunidade de melhorar. Se a gente não pode trabalhar no dia a dia, porque tem que recuperar para o próximo jogo, a gente tem que olhar vídeo, tem que estar evoluindo a equipe, pelo entendimento. E aí sim colocar em prática no jogo”, acrescenta.

 

Maratona celeste

 

3/6 – Operário x Cruzeiro
8/6 – Cruzeiro x CRB
12/6 – Vasco X Cruzeiro
16/6 – Cruzeiro x Ponte Preta
22/6 – Duelo de ida oitavas da Copa do Brasil*
24/6 – Ituano x Cruzeiro
28/6 – Cruzeiro x Sport
1/7 – Cruzeiro x Vila Nova-GO
* Adversário ainda a definir

 

Por O Tempo 

Veja também