NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 6 de abril de 2019

Foto: Jornalismo Santana FM/Definida comissão de ética da Câmara Municipal de Itaúna

Alisson Eustáquio

Santana FM

Foi realizado na tarde desta segunda (11) na Câmara Municipal de Itaúna um café com a imprensa para tratar a respeito dos últimos acontecimentos no plenário e sobre a criação da comissão de ética da Câmara. Estiveram na reunião vários veículos de comunicação da cidade, os vereadores da mesa diretora Alexandre Campos (MDB), Hudson Bernardes (PSC), Lacimar Cesário (PSL) o três, além do vereador Antônio de Miranda (PHS), o Toizinho.

O vereador Hudson Bernardes que é vice-presidente da casa disse que a reunião foi pra acalmar a população itaunense por tudo que vem acontecendo, desde os áudios divulgados no fim do ano passado sobre a compra de votos, até o último episódio que aconteceu na última terça (5), onde um briga envolvendo o vereador Iago Santiago (Avante) e populares que participavam da reunião plenária, teve que ser contida pela Polícia Militar.

O Procurador Jurídico da Câmara Helimar Parreiras fez uma consideração sobre a reunião passada, de que nenhum vereador pode se referir ao público presente e nem o público aos vereadores, ao menos que seja aberta a participação popular.

Conselho de ética

O conselho de ética será instalado em fevereiro e os vereadores conselheiros terão mandatos de 2 anos. O conselho de ética será formado por Antônio de Miranda (PHS) o Toizinho, Márcio Gonçalves (PSL) o Hakuna e Lucimar (PSB) Lucinho de Santanense.

O suplente da comissão será Giordane Alberto (MDB). Segundo a mesa diretora o conselho de ética será totalmente independente da presidência.

Penalidades

Diante dos fatos que aconteceram na última reunião plenária realizada na terça (5), os cidadãos Jerre Adriane e Gian Carlos estão com uma penalidade. Eles não podem mais entrarem no plenário pelos próximos noventa dias, nem mesmo no prédio da câmara.

O Vereador Iago Santiago (Avante) foi punido em censura verbal, por perturbar a ordem das reuniões da câmara. A penalidade será aplicada em reunião plenária pelo presidente Alexandre Campos (MBD) na próxima terça (12).

A censura verbal é a primeira das quatro penalidades possíveis. Caso aconteça novamente algum episódio semelhante a punição será escrita, sendo posteriormente suspensão. Após isso, passaria para a cassação do mandato. Se for caso de cassação de mandato será aberto um processo e não apenas a aplicação como as demais penalidades.

O conselho tem 90 dias para a aplicação das punições, contando a partir do dia em que o fato ocorreu.

Em conversa com o Jornalismo Santana FM Antônio de Miranda (PHS), o Toizinho, disse que pretende trabalhar com lisura e transparência.

“O presidente da câmara escolhe os membros para cada comissão, segundo ele nos colocou aja vista a experiencia que a gente tem na casa a muito tempo. Embora eu não concorde muito porque as comissões que a gente tem na casa, permanente, eu não faço parte de nenhuma delas. Então se fosse olhar pela experiencia eu teria que fazer parte. Mas enfim, fui nomeado pela presidência, estou aqui, não sou de fugir do trabalho. Então vamos cumprir nosso papel. É uma situação árdua, difícil, ter que analisar e julgar atos ocorridos aqui. O que eu quero dizer para a população de Itaúna por meio da Rádio Santana é que quanto vereador e membro dessa comissão de ética irei optar pela lisura e transparência dos meus atos, tentando dar uma resposta imediata a população. Quero deixar bem claro que da minha parte, como membro da comissão vou fazer o melhor de mim para que as coisas realmente tenham clareza”, disse Toizinho.