Minas confirma quatro mortes e mais de 3 mil casos de dengue

2/04/2022 | Minas Gerais

Número de vidas perdidas por causa do mosquito, no entanto, pode ser ainda maior – Foto reprodução

 

 

No intervalo de apenas 15 dias, Minas Gerais registrou quatro mortes em decorrência da dengue. No período, também foram confirmados 3.335 casos da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti -número que representa uma média de 222 infecções por dia.

 

Além disso, nas últimas duas semanas, os órgãos de saúde foram notificados de outras 6.618 suspeitas da doença. Os registros, agora, estão em investigação para atestar ou descartar a enfermidade. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e foram divulgados nesta quarta-feira (30).

 

Com isso, desde janeiro deste ano, Minas contabiliza cinco óbitos pela enfermidade. As vítimas, conforme balanço da SES, moravam nos municípios de Espinosa, Bom Sucesso, Medeiros, Rio Paranaíba e Betim.

 

O número de vidas perdidas por causa do mosquito, no entanto, pode ser ainda maior. Outros 13 óbitos notificados estão em análise. Já os casos confirmados subiram para 7.220 e os prováveis saltaram para 16.940 desde o início do ano.

 

Chikungunya e Zika

 

Houve aumento, também, das outras duas doenças que são transmitidas pelo mosquito Aedes. Em 15 dias, os casos confirmados da febre Chikungunya passaram de 84 para 247. Até o momento, não há nenhuma morte confirmada por Chikungunya em Minas, mas um óbito segue em investigação.

 

Com relação ao vírus Zika, são dois casos confirmados da enfermidade, um a mais do que o registrado há duas semanas. A doença não provocou mortes no Estado.

 

Região

 

O boletim epidemiológico  apontou que foram registrados 1.392 casos prováveis de dengue no Centro-Oeste de Minas. O boletim anterior apontava 1.094 casos. São 298 a mais em comparação com o boletim anterior.

 

Segundo a SES-MG, foram considerados casos registrados entre os dias 1º de janeiro a 29 de março. Ainda de acordo com o boletim, até o momento, na região, são 21 casos prováveis de chikungunya e um caso provável de zika.

 

De acordo com a SES-MG, Nova Serrana tem 365 casos prováveis de dengue. É a cidade com maior número de casos na região. Em seguida, aparece Luz, com 230, e Bom Despacho, com 210 casos prováveis da doença.

 

Com relação a chikungunya, Itaúna tem cinco casos, cidade com maior número na região. Bom Despacho, Divinópolis, Formiga e Lagoa da Prata têm três casos cada. Capitólio dois casos e Pará de Minas um caso provável da doença.

 

O único caso suspeito de Zika, até o momento, foi registrado em Araújos.

Cidade Dengue Chikungunya Zika
Abaeté 12
Araújos 20 1
Arcos 15
Bom Despacho 210 3
Candeias
Capitólio 102 2
Carmo da Mata
Carmo do Cajuru 2
Cláudio 4
Córrego Danta
Córrego Fundo 1
Divinópolis 43 3
Dores do Indaiá 2
Formiga 21 3
Igaratinga 2
Iguatama 4
Itaúna 11 5
Lagoa da Prata 29 3
Leandro Ferreira
Luz 230
Martinho Campos 27
Nova Serrana 365
Oliveira 5
Pains
Papagaios 14
Para de Minas 48 1
Pimenta 15
Pitangui 10
Piumhi 158
Pompéu 3
Quartel Geral 4 1
Santo Antônio do Monte 11
São Gonçalo do Pará 24
Total 1.392 21 1

 

Veja também