NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 27 de novembro de 2020

filhos estresse caries

 

 

Não tem escapatória: uma vez mãe, a mulher será acometida pelo estresse. Os impactos do esgotamento físico e/ou mental em excesso, no entanto, não se limitam a ela. E são extensos. Chegam à saúde bucal dos filhos, segundo estudo publicado na revista American Journal of Public Health. Os cientistas descobriram que as cáries são mais comuns em crianças cuja genitora tem dois ou mais marcadores biológicos de estresse crônico. Além do maior risco para problemas dentais, a condição materna reduz a probabilidade de amamentação.

Erin Masterson, pesquisadora da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, e Wael Sabbah, da britânica King’s College London, notaram que 44,2{4f38b4b7d8b4b299132941acfb1d57d271347fbd28c4ac4a2917fcb5fee07f0b} das crianças com cáries tinham mães com pelo menos dois marcadores de estresse crônico, sinais que refletem a forma como o organismo responde a eventos adversos frequentes. Basicamente, indicam o desgaste dos sistemas imunológico, cardiovascular, metabólico e nervoso. Caracterizado pelos níveis elevados de cortisol e adrenalina, o conjunto de marcadores é chamado carga alostática (CA) e gera alterações no colesterol e na glicose, por exemplo, além de desequilíbrios na circunferência abdominal, na pressão sanguínea, nos triglicerídios, na PCR e no fibrinogênio.

Pesquisas anteriores trouxeram evidências de que a preocupação constante altera os cuidados maternos, afetando também os filhos. A relação, na realidade, é indireta: constantemente preocupadas e ocupadas, elas — e as pessoas em geral — cuidam menos de si mesmas e da família, mantendo vícios e dietas negligentes. Apesar dos achados anteriores, é a primeira vez que a relação é examinada sob a ótica de marcadores biológicos.

As novas evidências resultam da análise de dados de 716 pares de mães e filhos, todos participantes da Terceira Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição, feita entre 1988 e 1994 nos Estados Unidos. Os autores notaram que 62,9{4f38b4b7d8b4b299132941acfb1d57d271347fbd28c4ac4a2917fcb5fee07f0b} das crianças com cáries não haviam sido amamentadas pela mãe, que apresentava CA relevante. A associação de doenças crônicas com os marcadores de estresse prejudica os cuidados maternos também por favorecer doenças que impedem as mulheres de cuidar dos filhos, como diabetes e câncer.