NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 23 de novembro de 2020

Foto Reprodução Internet

O governo de Minas Gerais, por meio do secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo Amaral, autorizou em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (23) que 218 cidades que estão na onda verde do Minas Consciente podem retomar aulas presenciais no ensino básico – que contempla a educação infantil, a fundamental e o Ensino Médio – a partir do próximo dia 5. A presença não será obrigatória. São 180 cidades das que estão habilitadas a retomar o ensino que aderiram ao programa.

 

“Não haverá obrigatoriedade de estar nas unidades escolares. A estratégia de educação online permanece na rede estadual”, disse. Dessa forma, não haverá controle presencial para aprovação. O governo do Estado informou, ainda, que recomenda que as escolas particulares sigam o modelo, mas a decisão caberá a cada instituição.

 

Cidades que estão na onda amarela do programa de combate à pandemia de coronavírus – que são 578 – podem retomar o ensino nos níveis de graduação, pós-graduação e cursos livres.  Conforme Amaral, o anúncio deriva de um protocolo que está “sendo feito há mais de três meses”.

 

“O foco principal é prevenir a transmissão e garantir a segurança de estudantes e professores. Nos chama muito atenção a saúde física e mental, principalmente dos estudantes. Falta de contato pessoal com outros colegas, falta de espaço em casa. Atinge estudante e a família”, afirmou o secretário.

 

Haverá um protocolo para retorno gradual do ensino com “limitadores de segurança, regras de afastamento (de alunos e professores em caso de) de surtos (de Covid-19)”.

 

O Estado garante que respeitará a autonomia municipal e que o retorno às aulas não é obrigatório, apenas permitido. “Não indica obrigação de retomada das aulas. Haverá protocolos rígidos. Municípios podem optar por serem mais restritivos ainda”, conclui Amaral.

 

“Nossa recomendação é que seja respeitado o direito das famílias de não levar as crianças para a sala de aula”, pontuou o secretário-geral do Estado, Mateus Simões (Novo).

 

Participaram do anúncio, também, a secretária de Estado de Educação (SEE), Julia Sant’Anna, e o secretário adjunto de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), Fernando Passalio

 

Julia explicou que a rede estadual de ensino vai começar seu retorno presencial pelo 3 ano do Ensino Médio, no dia 19 de outubro. “Eles estão num momento mais difícil e complicado, tendo em vista a aproximação do Enem. Inicialmente, devemos prevalecer a fixação de conteúdos que estão na educação remota”.

Por OTempo