NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 9 de maio de 2021

Dr. Cláudio Levi Altivo, diretor clínico do Hospital Nossa Senhora da Conceição – Foto Rádio Espacial

 

 

A situação do Hospital Nossa Senhora da Conceição está muito crítica. No momento, a cidade possui quase nenhum leito clínico nas enfermarias destinadas a Covid-19 e não há nenhum leito de CTI disponível, ficando a ocupação em 100% nesse setor. As dificuldades não param por aí. A unidade de saúde ainda enfrenta dificuldades para a compra de medicamentos do kit entubação, que ficaram extremamente caros nos últimos tempos.

 

Em entrevista, Dr. Cláudio Levi Altivo, diretor clínico do Hospital Nossa Senhora da Conceição fez um balanço da situação e explicou as dificuldades que a entidade de saúde vem enfrentando para continuar os atendimentos à população de Pará de Minas e região.

 

Dr. Cláudio chama a atenção para os níveis altíssimos de ocupação nas UTI’s e, mesmo assim, a população não se conscientiza.

 

O diretor clínico do HNSC informa ainda que apesar de a pandemia demandar mais o uso de cilindros de oxigênio, não há risco de Pará de Minas ficar desabastecida nesse aspecto.

 

Como dito na reportagem, até o próximo sábado, devem chegar novos medicamentos do chamado kit entubação.

 

Vale ressaltar que os profissionais de saúde estão se desvirando como podem durante a pandemia e parece que todo esforço está sendo em vão. Circulando pelas ruas da cidade após a gravação desta reportagem, nossa equipe flagrou inúmeras pessoas sem máscaras, conversando umas próximas da outra e ainda com o equipamento no queixo.

 

Além da falta de conscientização ao circular nas ruas, a população também insiste em se aglomerar nos fins de semana. Enquanto não houver conscientização e, principalmente, união, a situação não vai se normalizar.

 

Covid-19 em Pará de Minas

 

Subiu para 106 o número de mortes por Covid-19 em Pará de Minas, segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde, nessa segunda-feira (12). As últimas 5 mortes pela doença são de pessoas com idades entre 59 e 97 anos. Ainda segundo boletim da Prefeitura, 2.846 pessoas foram infectadas durante a pandemia, sendo que 2.636 já se recuperaram, 80 estão se recuperando em casa e 24 seguem internadas na rede hospitalar.

 

Por Jc Notícias