NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 21 de abril de 2021

O município recebeu 1.053 doses, sendo que destas, 690 são da Oxford, de dose única – Foto divulgação

 

 

Foi informado ao jornalismo da Santana FM nesta terça-feira 02/02, pela Prefeitura de Itaúna, a chegada de novas doses de vacinas para a cidade.

O município recebeu 1.053 doses, sendo que destas, 690 são da Oxford, de dose única.

A Secretaria Municipal de Saúde organizará nesta quinta-feira (04/02) e sexta-feira (05/02) um ponto exclusivo para imunização de profissionais de saúde contra a COVID-19.

vacinação será das 8h às 12h (ou enquanto durarem os estoques) no Boulevard Lago Sul, em frente à nova sede da Prefeitura. No local haverá um ponto para vacinação em drive thru e outro para vacinação de pessoas sem veículo.

Serão vacinados médicos, enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, odontólogos, auxiliares de saúde bucal, técnicos em saúde bucal e fisioterapeutas. A priorização deste público está de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde.

 

Documentos necessários

Para a vacinação, os profissionais deverão apresentar quatro tipos de documentos:

– Documento de identificação com foto.

– CPF.

– Cópia legível da carteirinha do conselho de classe (se carteirinha vencida apresentar também certidão que está ativo no conselho).

– Documento que comprove vinculação ativa com o serviço de saúde, sendo aceitos:

  • Cópia legível da carteira de trabalho comprovando vínculo ativo com o serviço de saúde,
  • Cópia legível de contrato com data de vigência atual com os dados da empresa e funcionário comprovando vínculo ativo com o serviço de saúde,
  • Cópia legível de contracheque do último mês comprovando vínculo ativo com o serviço de saúde,
  • Para profissionais autônomos e liberais será aceito o documento “Declaração de vinculação ativa como trabalhador da saúde” disponível no site da prefeitura.

 

De acordo com a Prefeitura, os profissionais que não apresentarem os documentos exigidos não serão vacinados. A equipe de vacinação realizará conferência rigorosa e as cópias deverão ser entregues aos profissionais.

 

 

 

Profissionais da saúde terão local exclusivo para tomar a vacina

 

No ritmo atual, MG levaria mais de 5 anos para vacinar população