Levantamento mostra alto risco para dengue em Itaúna

21/02/2022 | Itaúna, Saúde

Resultado de 4,3% está bem acima do recomendado pelo MS, que é de 1%. – Foto: Divulgação/SESA

 

 

 

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Setor de Vigilância Ambiental, realizou por volta de 24 de janeiro o primeiro Levantamento do Índice Rápido para o Aedes Aegypti (Liraa) de 2022 em Itaúna. Foram vistoriados 1978 imóveis em vários pontos da cidade e coletados 174 tubitos. As amostras foram encaminhadas para a Superintendência Regional de Saúde (SRS) Divinópolis para realizar a leitura das larvas encontradas. Diante das análises, o resultado verificado foi de 4,3%, índice considerado de ALTO RISCO pelo Ministério da Saúde.

 

“Diante do resultado, ações como mutirões de limpeza, aplicações de Termos de Adequações, desobstrução da parte superior de guaritas, vistorias mais detalhadas em residências e empresas foram intensificadas. Iniciamos pelos bairros com maior incidência e seguiremos para os adjacentes. A participação popular é importante, vistoriando residências e quintais, eliminando recipientes que possam servir de criadouros para o Aedes Aegypti”, afirmou o Secretário Municipal de Saúde, Fernando Meira de Faria.

 

Os bairros com maior incidência de focos foram Várzea da Olaria, Lourdes, Santa Edwiges, Chácara do Quitão, São Geraldo, Piedade, Itaunense, Centro, Nogueirinha, Nova Vila Mozart, Vila Tavares, Jadir Marinho, Padre Eustáquio, São Judas Tadeu, Vila Nazaré, Vitória, Irmãos Auler, Morro do Engenho, Santo Antônio, Parque Jardim. Dentre os recipientes onde foram encontrados maiores quantidades de foco estão vasinhos de plástico, garrafas, pneus, lonas, pratinhos de plantas, baldes, aquários, latas, bombonas, dentre outros.

 

 

Veja também