NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 14 de junho de 2021

Jaminho Bancada1

 

 

 

 

O plano de trabalho da Subcomissão permanente das ferrovias e do trem de alta velocidade brasileiro, que tem como presidente o deputado federal Jaiminho Martins (PSD-MG), foi definido esta semana (30.06), pelos membros do colegiado na sala da Presidência da Comissão de Viação e Transportes (CVT) da Câmara dos Deputados, em Brasília. As ações incluem audiências públicas, visitas e reuniões técnicas, seminários, além de um encontro internacional e deverão ser apreciadas no plenário da CVT na próxima semana . A subcomissão foi criada para monitorar a implementação do projeto do trem de alta velocidade brasileiro e as ações para o aprimoramento dos sistemas de transporte de passageiros sobre trilhos nas regiões metropolitanas e a expansão do transporte de carga e de passageiros sobre trilhos. Defendendo a expansão da malha ferroviária no Brasil, Jaime Martins destaca os benefícios do transporte sobre trilhos em relação ao rodoviário. “Ele é adequado a um país como o Brasil de dimensões continentais e que tem uma economia baseada em produtos primários. As ferrovias também são importantes para o escoamento de minerais, principalmente de minério de ferro. Além disso, o transporte ferroviário tem o poder de transportar grandes quantidades de produtos a custos mais baixos”. Pelo plano, que deverá ser aprovado na CVT, as audiências públicas deverão discutir temas importantes como os modelos de concessão ferroviária, as oportunidades no Brasil para o investimento estrangeiro em ferrovias, os impasses e as perspectivas do trem de alta velocidade e o papel do transporte sobre trilhos na mobilidade urbana. O parlamentar lembrou que o governo chinês mostrou-se interessado em investir nas ferrovias brasileiras, retomando o estudo da linha ferroviária Transcontinental. “Ferrovia que surgiu aqui no Congresso, uma proposta que foi criada aqui e que teve a minha relatoria na Câmara”, ressaltou Jaime Martins. O deputado destaca a importância do projeto que liga os Oceanos Atlântico e Pacífico, do porto do Rio de Janeiro ao Peru, e que poderá se integrar a outras linhas ferroviárias importantes do país. “A Transcontinental servirá para o escoamento da soja e do minério, por exemplo. A sua integração com a linha Norte-Sul e outras ferrovias propiciam a ligação com portos importantes como o de Belém e o de Ilhéus”. Inclusive, a ferrovia Transcontinental deverá ser tema de um encontro internacional promovido pela subcomissão e a parceria entre o Brasil e a China deverá ser assunto de um seminário. Além de destacar a importância das ferrovias e do trem de alta velocidade para o crescimento econômico do país, Jaime Martins acha fundamental o debate a respeito da implantação do transporte de passageiros sobre trilhos, como metrôs, nas grandes cidades para melhorar a mobilidade urbana e, consequentemente, a qualidade de vida da população. O assunto será discutido em audiências e em um seminário. Além do presidente da subcomissão, deputado Jaime Martins, participaram da reunião, a vice-presidente, deputada federal Marinha Raupp (PMDB-RO); o deputado federal Edinho Bez (PMDB-SC), relator da subcomissão; além dos deputados federais Goulart (PSD-SP) e Diego Andrade (PSD-MG).