Minas Consciente abandona esquema de ondas com restrições automáticas

26/02/2022 | Minas Gerais

A partir de agora, governo vai agir pontualmente em caso de aumento de incidência da Covid-19 – Foto Video Press

 

O programa Minas Consciente vai deixar de adotar o esquema de ondas a partir desta semana. O governo do Estado passa a interferir nas regiões pontualmente em caso de aumento de incidência de Covid-19. A nova diretriz foi informada pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Bacheretti, em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, 25/02.

 

“As ondas vão perder sua relevância. Lembrando que vamos completar seis meses de onda verde. Não mudamos a onda do Estado com a ômicron, nem tivemos momento de falta de leitos. O acompanhamento agora vai ser pontual”, diz o chefe da Saúde.

 

Bacheretti explica que não haverá mais restrições automáticas como no modelo que vigorou desde o início da pandemia. “Caso seja necessário, por exemplo em caso de surto em uma região específica, a gente passa a ter um tipo de restrição, mas não será mais automática. Não é a expectativa, de forma sincera, a gente não espera viver o que já vivemos”, projeta.

 

O governo vai avaliar índices como a média móvel de casos e o número de pacientes aguardando um leito. A partir desses indicadores, serão determinadas ações pontuais, quando necessário. 

 

Por O Tempo

Veja também