NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 23 de novembro de 2020

Foto Freepik

 

Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES) mostram que 15.643 profissionais de saúde foram infectados com o novo coronavírus no estado. Desse total, 510 morreram. As informações estão no boletim epidemiológico publicado nesta quarta-feira (30).

Segundo o balanço da SES, 4.520 profissionais foram contaminados entre os dias 14 e 28 de setembro. O número de mortos, no mesmo período, chega a 242, quase a metade do total de óbitos entre profissionais da saúde (510) em toda a pandemia.

Penitenciárias

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde também traz dados relacionados às penitenciárias mineiras. Foram detectados 76 focos da doença nos presídios, que contaminaram 2.205 pessoas entre detentos e funcionários do sistema prisional.

Entre os contaminados, sete presos morreram. Dois em Ribeirão das Neves e um em cada município: Belo Horizonte, Divinópolis, Matias Barbosa, Pompéu e Uberlândia. Ao todo, 12.130 pessoas ficaram expostas à Covid-19 no sistema carcerário de Minas Gerais.

Os números foram consolidados até o dia 28 de setembro.

Indígenas

Os registros da SES também trazem dados referentes à população indígena que ainda vive em aldeias, no estado. Até o dia 25 de setembro, foram levantados 96 casos suspeitos da doença nessa população. O relatório também traz 74 confirmações de Covid-19 entre os índios e uma morte.

Durante o acompanhamento da Secretaria de Saúde, até o dia 25 de setembro, cinco índios permaneciam infectados, enquanto 68 conseguiram se recuperar.

Entre os índios que vivem em área urbana, dos 51 casos, 25 foram confirmados e já estão curados. Os outros 26 eram casos suspeitos e foram descartados.

Por G1