NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 23 de janeiro de 2020

Foto: Instagram @cervejariabacker

 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) intimou nesta segunda-feira (13) a Cervejaria Backer a fazer recall, ou seja, recolher todas as cervejas de suas marcas produzidas desde outubro de 2019.

Sendo assim, a comercialização dessas bebidas esta suspensa ate que seja descartada a possibilidade de contaminação por substâncias tóxicas ao ser humano dos demais produtos.

O Mapa frisou que ainda não há resultado laboratorial que confirme a presença da substância etilenoglicol nas bebidas produzidas por outras marcas da empresa. Elas estão sendo analisadas e, caso forem constatadas a presença de produtos tóxicos, novas medidas serão tomadas pela pasta.

Ainda não há informações sobre como será feito esse processo de recall das cervejas. Veja a nota da Cervejaria Backer sobre o assunto na íntegra:

Nesse momento, a Backer mantém o foco nos pacientes e em seus familiares. A empresa prestará o suporte necessário, mesmo antes de qualquer conclusão sobre o episódio. Desde já se coloca à disposição para o que eles precisarem.

A cervejaria informa que continua colaborando, sem restrições, com as investigações. A empresa segue apurando internamente o que poderia ter ocorrido com os lotes de cerveja apontados pela Polícia.

A Backer adianta que, na semana passada, solicitou uma perícia independente e aguarda os resultados. Reitera que, em seu processo produtivo, utiliza, exclusivamente, o agente monoetilenoglicol.

Na última sexta-feira (10), o Mapa interditou a fábrica da cervejaria como medida cautelar, enquanto as investigações sobre as substâncias tóxicas encontradas na cerveja Belorizontina.

Por O Tempo