NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 16 de julho de 2019

Minas Gerais confirmou nesta última semana mais duas mortes por gripe, sendo um caso em Belo Horizonte e outro em Andrelândia, no Sul do Estado. Com isso, o número de pessoas que perderam a vida em decorrência da doença saltou para quatro. Anteriormente, o governo confirmava uma morte em BH e outra em Juiz de Fora.

Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e foram divulgados nesta sexta-feira (24). O boletim epidemiológico revela que além dos quatro óbitos por gripe, outras 11 pessoas morreram por outras doenças respiratórias, como pneumonia. Hoje, há 86 óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em investigação.

Conforme o levantamento, o Estado teve 56 internados por síndrome gripal, sendo 47 por H1N1. Outros 148 foram hospitalizados por outros vírus respiratórios.

Vacinação

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no dia 10 de abril e segue até 31 de maio em todo o país. Devem receber a dose trabalhadores da saúde; indígenas; idosos; professores; pessoas com doenças crônicas e outras categorias de risco clínico; população privada de liberdade, incluindo jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; e profissionais das forças de segurança e salvamento.

Conforme o Ministério da Saúde, até o último dia 20 quase quatro milhões e meio de mineiros foram imunizados contra gripe. O Estado vacinou 71,39% do público-alvo, mas faltando menos de duas semanas para o encerramento da campanha, 1.738.774 ainda não procuraram os postos de saúde para receber a dose da vacina.

“A vacina está disponível de graça nas unidades de saúde de todo o país. Para diminuir a circulação do vírus no país é preciso que todas as pessoas que fazem parte do público prioritário da campanha se vacinem. A vacina é a forma mais eficaz de evitar a doença”, afirmou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

No Brasil, a cobertura vacinal está em 63,4%, o que equivale a 37,7 milhões de pessoas. Ainda restam 21,8 milhões de pessoas que precisam procurar a unidade de saúde mais próxima para se protegerem contra os tipos graves do vírus da influenza (A H1N1; A H3N2 e influenza B).

Doença

A gripe é uma doença infecciosa causada pelo vírus Influenza e acomete as vias respiratórias. Entre os sintomas, é comum o aparecimento de espirro, coriza, tosse, febre alta, dor de cabeça e prostração. A transmissão da gripe ocorre, geralmente, por secreção e pela inalação de partículas de saliva infectada em suspensão no ar. Por isso, para se prevenir contra a gripe, é muito importante mudar alguns hábitos como, por exemplo, lavar a mão com mais frequência e levar o antebraço à boca ao espirrar ou tossir.

Gripe