NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 1 de dezembro de 2020

Foto: Divulgação/ Polícia Civil de Minas Gerais

 

Uma mulher de 49 anos foi presa em flagrante em Mateus Leme, na região metropolitana de Belo Horizonte, suspeita de matar um gato a pauladas, nesta sexta-feira (9).

 

De acordo com a Polícia Civil, após denúncia, policiais civis foram até a residência da mulher. Ela confessou que levou o gato a um lote ao lado da casa e matou o animal de estimação a pauladas, com a justificativa de que ele estava doente. Depois, ela descartou o animal em uma sacola de lixo.

 

Após a lavratura do procedimento de prisão em flagrante, a mulher foi encaminhada ao sistema prisional. Os policiais verificaram que, na casa dela, havia outros animais de estimação em condições insalubres.

 

A equipe obteve informações de que o marido da suspeita, um homem de 53 anos, também já teria cometido maus tratos e matado dois cachorros com pauladas. Conduzido à delegacia, o suspeito confessou o crime e ainda reconheceu a tábua de madeira apreendida pela corporação como o objeto utilizado para matar os cães.

 

O homem vai responder em liberdade, uma vez que o crime ocorreu em datas anteriores.

 

Em setembro deste ano, a Lei de Crimes Ambientais sofreu uma alteração que passou a possibilitar a prisão em flagrante de quem comete o crime de maus tratos contra cães e gatos. A pena foi aumentada para até cinco anos de reclusão.

 

Por: O Tempo