NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 14 de julho de 2020

Itaúna pode ter registrado nesta semana o primeiro caso de intoxicação por causa da cerveja Belorizontina, responsável pela síndrome  nefroneural, causada por substância químicas encontradas  nos tanques da cervejaria Backer após vistoria.

Segundo o Secretario de Saúde Fernando Meira, a jovem de 23 anos que é moradora do Bairro Parque Jardim foi acompanhada do namorado até o Hospital Manoel Gonçalves nesta terça-feira por volta de 15h30 com sintomas de diarreia e desarranjo intestinal.  Somente ela esta com suspeita de intoxicação. Diante da situação, foram feitos alguns exames para avaliar a função renal e hepática  e foram colhidos exames da paciente e enviados para a FUNED.

“A mulher que teve alguns sintomas leves está em casa, não está internada”, afirmou Meira. Após os exames ela foi liberada. Segundo dados da área de epidemiologia da Secretaria, a mulher estaria inclusive trabalhando. Ela teria ingerido a bebida na quinta-feira, chegou a procurar um PSF na sexta e posteriormente procurado o Pronto Socorro. Ela e o companheiro teriam ingerido uma garrafa da bebida juntos.

Na manhã desta quarta-feira, foi informado à reportagem da Santana Fm que serão realizados exames e a suspeita será notificada.Um comunicado afirmou que “a bebida ingerida está entre os lotes suspeitos de contaminação e que tem gerado a Síndrome Nefroneural em diversas pessoas no Estado. Ambos foram avaliados quanto à possíveis sintomas conforme orientações da Nota Técnica nº 1/COES-MG. Anteriormente, havia sido descartada qualquer intoxicação exógena por Dietilenoglicol em relação ao homem. Porém, por precaução, e da mesma forma que fizeram em relação à mulher, decidiu-se pela coleta de exames de ambos e envio à Fundação Ezequiel Dias, em BH, para averiguação”.