Nova ‘modinha’ entre estudantes, cheirar pó de corretivo provoca riscos à saúde

10/04/2022 | Minas Gerais

 

O produto – tem na composição óxido de titânio, resina e solvente – Foto Twitter/Reprodução

 

Uma nova tendência entre os jovens tem preocupado pais e especialistas da área da saúde. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram estudantes preparando e depois inalando corretivo – aquele produto utilizado para apagar caneta – em pó. Algumas vezes, acetona e outras substâncias são misturadas para incrementar a receita.

 

 

Há vários relatos de que o corretivo em pó é inalado dentro das escolas – e até vendido pronto nas instituiões de educação. Viralizado entre os adolescentes, principalmente entre alunos do ensino fundamental 2 e médio, o ato tem a intenção de imitar a cocaína.

 

 

Por isso, alguns jovens utilizam canudos ou encostam o nariz na superfície onde o corretivo em pó está para a inalação. Mas o que pode parecer brincadeira inofensiva entre os estudantes, na verdade provoca riscos à saúde. Isso porque o corretivo é um produto químico, que tem na composição óxido de titânio, resina e solvente.

 

 

Especialistas explicam que cheirar o produto pode causar doenças respiratórias e intoxicação. “A aplicação da camada fina, com secagem e pulverização, para inalação, pode causar problemas pulmonares graves, de obstrução das vias aéreas superiores, irritação da mucosa nasal e agravamento de quadros crônicos, como rinite”, explicou o toxicologista Julio de Carvalho Ponce ao jornal Folha de São Paulo.

 

 

Em entrevista ao portal g1, o médico otorrinolaringologista Eduardo Macoto também listou outros problemas da inalação. “Elas também podem provocar doenças, como a exacerbação de quadros de rinite alérgica, episódios de rinossinusite aguda, ou até intoxicação”, disse.

 

 

Por O Tempo

Veja também