NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 23 de abril de 2021

Pacientes foram transferidos de helicóptero do Alto Paranaíba para Divinópolis – Foto Divulgação Prefeitura de Divinópolis

 

 

Divinópolis recebeu 11 pacientes de municípios do Alto Paranaíba/Triângulo Mineiro para tratamento contra a COVID-19 neste final de semana. Seis foram transferidos de Coromandel e cinco de Monte Carmelo para unidades hospitalares da cidade polo da macrorregião Oeste.

Dois pacientes chegaram no sábado (13/02) e foram internados no Hospital de Campanha da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Já no domingo (14/02), foram amparados mais nove pacientes, dois encaminhados para o Complexo de Saúde São João de Deus e sete para o Hospital de Campanha.

A rede municipal de saúde de Coromandel está em situação crítica. Desde o início de fevereiro foram pelo menos 34 transferências. Além de Divinópolis, pacientes foram levados também para Formiga, na mesma região, para Patrocínio, Araxá, Araguari, no Alto Paranaíba e Montes Claros, no Norte do estado.

A situação não é diferente em Monte Carmelo. O prefeito Paulo Rocha fez uma live no sábado (13/02) fazendo um apelo para receber cilindros de oxigênio vazios. Ele informou que a demanda supera a capacidade de fornecimento e comunicou a necessidade de transferir pacientes por falta de leitos. Por dia, são gastos cerca de 54 cilindros, consumo 10 vezes superior ao habitual.

 

Transferência para Divinópolis

A transferência deste final de semana foi realizada via aérea, com apoio do Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiro de Minas Gerais. Do aeroporto Brigadeiro Cabral eles foram levados pelas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

 

O prefeito Gleidson Azevedo (PSC) esteve no aeroporto e acompanhou o processo de transferência. Ele falou em união e disse que Divinópolis está cumprindo o papel assistencial ao acolher pacientes de outras regiões.

“Juntos somos mais fortes. Neste momento devemos nos unir aos municípios mineiros em favor da vida. Divinópolis está fazendo sua parte, para fortalecer a solidariedade, mas isto, graças a população divinopolitana, que colaborou e respeitou as medidas de segurança estabelecidas, fazendo com que nossos números reduzissem e tivéssemos leitos disponíveis nos hospitais”, afirmou. A cidade já é referência para 52 munícipio do Centro-Oeste.

 

Toda essa operação contou com o alinhamento entre Secretaria Estadual de Saúde, CIS – URG Oeste e Prefeitura de Divinópolis. Essa não é a primeira vez que a macrorregião Oeste dá suporte a outras do estado. Em dezembro, uma mulher de 57 anos, em estado grave, foi transferida para o município. Ela era moradora de Ituêta, no Leste de Minas, e estava em um hospital de Resplendor.

 

Ocupação de leitos

Em Divinópolis, a taxa de ocupação de leitos exclusivos para pacientes com quadro clínico de COVID-19 estava em 39,9%, segundo o último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis (Semusa) na sexta-feira (12/02). Dos 91 disponíveis para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 37 estavam ocupados. 15 deles pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

 

Já na enfermaria, 50 pacientes estavam internados. São 127 leitos, sendo 71 da rede suplementar e 56 pelo SUS.

 

Equipes realizam a transferência de pacientes de Coromandel para Divinópolis – Foto: Prefeitura de Coromandel/Divulgação

 

Por Uai