NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 23 de abril de 2021

Ainda segundo a pasta, 1850 pessoas testaram positivo para a doença – Hospital Nossa Senhora da conceição – Foto reprodução

 

Conforme o Boletim da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado nessa segunda-feira (25), subiu para 40 o número de mortes por covid-19, em Pará de Minas. Um dos óbitos foi registrado no último sábado (23), e trata-se de um homem de 61 anos, portador de doença cardíaca, que estava internado no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) desde o dia 10 de janeiro.

Já a outra vítima, de 82 anos, faleceu no domingo (24), também no HNSC. O idoso não tinha comorbidades relatadas e estava internado na unidade de saúde desde o dia 16.

Ainda segundo a pasta, 1850 pessoas testaram positivo para a doença, sendo que 1.756 Já se recuperaram, 42 estão em acompanhamento em casa e 12 seguem internadas na rede hospitalar.

 

 

Minas registra 5,7 mil casos em 24 horas e tem 19,7 mil vacinado

 

Foto reprodução Coronavac

 

Após uma quinzena marcada por tristes recordes – de infecções diárias, de mortos e da média móvel de casos confirmados – os números da COVID-19 em Minas Gerais parecem mais brandos, mas ainda preocupam.

O informe epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) desta terça-feira (26/1) registra 5.707 contaminados pela doença doença em um intervalo de 24 horas.

Nos últimos 15 dias, o número de casos diários ficou abaixo de 6 mil apenas cinco vezes. Em 22 de janeiro, o indicador alcançou patamar recorde: foram 9.593 novos doentes em um só dia.

A média móvel é de 6.757. O índice é calculado a partir da soma dos casos diários dos últimos sete dias, dividida por sete.

O vírus provocou mortes em 732 dos 853 municípios mineiros (85%). Em 100% deles há moradores infectados. Em todo o estado, há 699.257 contaminados. Os mortos somam 14.328, enquanto 621.018 contraíram o vírus e se recuperaram. Outros 63.911 pacientes estão em acompanhamento.

 

‘Conta-gotas’

Em ritmo de “conta-gotas”, a vacinação alcançou, até o momento, 19.713 pessoas, entre trabalhadores da saúde (16.927), idosos que moram em asilos (2.517), indígenas (180) e pessoas com deficiência em residências inclusivas.

O índice de ocupação das UTIs em Minas segue no vermelho, com 72,6% das vagas em uso.

Por JC Noticias / Uai