NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 9 de maio de 2021

 

Empresa alerta para a possível falta de transporte em Pará de Minas  – Foto reprodução Turi

 

 

Alarmante é a situação em que se encontra os profissionais do transporte, como motoristas de coletivos e caminhoneiros. Inúmeras pessoas que executam essas funções já foram acometidas pelo novo Coronavírus e a preocupação aumenta a medida em que surge novos casos a cada dia.

 

Exemplo disso é a TURI, concessionária responsável pelo transporte coletivo de Pará de Minas que teme ficar sem a quantidade suficiente de funcionários, uma vez que eles estão se afastando para cuidar da própria saúde. Diante disso, ofícios foram encaminhados pela empresa e Sindicato dos Trabalhadores em Transporte para a Prefeitura pedindo para que os profissionais entrem nas prioridades de vacinação.

 

Djalma Rocha Júnior, superintendente da TURI em Pará de Minas fala da situação difícil que vem sendo enfrentada e cobra uma resposta da Prefeitura quanto a imunização dos motoristas. Ele ainda alerta para a possível falta de transporte como reflexo da contaminação em massa pela Covid-19.

 

O superintendente destaca que, apesar do aumento de contaminados, os protocolos de segurança da empresa estão sendo cumpridos a risca.

 

A reportagem procurou a Prefeitura e a secretaria municipal de Saúde para saber a posição do órgão executivo em relação ao problema citado pela TURI. Em entrevista, Wagner Magesty explica que há uma normativa para a vacinação dos profissionais do volante preconizada pelo Ministério da Saúde, porém não há, por parte do Governo Federal, previsão de quando será a imunização dessa classe da sociedade.

 

A medida em que o tempo passa e os profissionais do transporte não são vacinados, a tendência é de redução de serviços como o próprio transporte coletivo e, também, o frete de mercadorias.

 

Por Jc Noticias