Pará de Minas: Prefeitura confirma caso positivo de febre amarela

2/08/2022 | Centro-Oeste

Paciente é um idoso de 67 anos que trabalha viajando – Foto Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina

 

 

Um caso positivo de febre amarela foi registrado em Pará de Minas. A assessoria de comunicação da Prefeitura informou nesta terça-feira 02/8, que o paciente é um idoso de 67 anos, que trabalha viajando.

 

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) para confirmar o caso registrado pelo Município e aguarda retorno.

 

Segundo a assessoria do Executivo, a suspeita é de que o idoso tenha contraído a doença em uma das viagens de trabalho. A Prefeitura disse ainda que ele passa bem e foram adotados todos os protocolos necessários.

 

A doença teria sido diagnóstica em junho, quando o idoso passou por exames em um laboratório particular em Belo Horizonte. No entanto, a Prefeitura notificou o caso para a SES-MG na última quinta-feira (29).

 

A Secretaria de Saúde de Para de Minas disse que intensificou as ações para a prevenção da doença, bem como a vacinação da população.

 

Febre Amarela

 

A febre amarela é uma doença infecciosa e não contagiosa que se mantém endêmica ou enzoótica nas florestas tropicais dos continentes americano e africano, sendo transmitida ao homem mediante a picada de insetos hematófagos da família Culicidae, em especial dos gêneros Aedes e Haemagogus. As manifestações iniciais da doença são: febre alta de início súbito, sensação de mal estar, dor de cabeça, dor muscular, cansaço, calafrios, náuseas e vômitos.

 

Quando a doença evolui para a forma grave, há um aumento da febre, diarreia, reaparecimento dos vômitos, dor abdominal, icterícia (olhos amarelados, semelhante à hepatite), manifestações hemorrágicas (equimoses, sangramentos no nariz e gengivas) e ocorre funcionamento inadequado de órgãos vitais como fígado e rins. A única forma de evitar a febre amarela silvestre é a vacinação contra a doença.

 

Com o G1 

 

 

 

Veja também