NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 21 de maio de 2019

 

Portal Centro Oeste

O Boletim Epidemiológico, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, registrou três novas mortes por dengue na região Centro-Oeste de Minas, sendo em Martinho Campos, Lagoa da Prata e São Gonçalo do Pará. Em todo o estado, o número de óbitos já são de 38.

Além dos três municípios citados acima, também ocorreram, em 2019, mortes em Arcos (01), Belo Horizonte (04), Betim (10), Contagem (02), Curvelo (01), Frutal (01), Ibirité (01), João Monlevade (01), Paracatu (01), Passos (01), Uberaba (01), Uberlândia (08) e Unaí (02) e Vazante (01).

Arcos, Divinópolis, Nova Serrana e Pará de Minas lideram o levantamento de casos prováveis de dengue, na região. Os registros não param de crescer e superam o levantamento divulgado na semana anterior, somando ao todo 16.006 prováveis ocorrências.

Itaúna, que no ultimo boletim epidemiológico, divulgado no início de maio, tinha 216 casos prováveis e estava com incidência baixa, agora tem classificação alta, com 332. Em março, eram apenas 15 de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde e 63  em abril.

Centro-Oeste

Arcos segue liderando o ranking de casos prováveis, com 3.051, 158 ocorrências a mais em comparação com o levantamento anterior. Em Divinópolis, foram 452 novos registros, obtendo um total de 1.614 ocorrências.

Já em Nova Serrana, são ao todo 1.783 casos prováveis, com 342 a mais neste atual ranking. Pará de Minas alcançou o número de 1.330 possíveis registros, com a obtenção de 318 novos nos últimos sete dias.

Lagoa da Prata (795), Formiga (689), Martinho Campos (660), Luz (643), Cristais (535), Itatiaiuçu (461), São Gonçalo do Pará (392), Pitangui (388), Iguatama (334), Carmópolis de Minas (327), Itaguara (279), Candeias (229), Bambuí (164), Carmo do Cajuru (156), Perdigão (147), Pains (136), Estrela do Indaiá (66), Araújos (54), Japaraíba (54), Piracema (53), Conceição do Pará (39), Leandro Ferreira (32) e São José da Varginha (29), vêm em seguida, compondo as cidades com as maiores incidências de casos prováveis da doença.

Aguanil e Tapiraí permanecem sem casos registrados. A taxa de incidência é definida por meio do índice absoluto de casos prováveis (suspeitos e sob investigação) e a proporcionalidade deles sobre o número de habitantes do referente município, baseado no censo de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Confira logo abaixo o levantamento com as cidades que possuem casos prováveis registrados, a taxa de incidência e o número de habitantes.

Araújos – 54 (muito alta – 9.142)

Arcos – 3.051 (muito alta – 39.793)

Bambuí – 164 (muito alta – 23.757)

Bom Despacho – 19 (baixa – 50.166)

Camacho – 03 (média – 2.934)

Campo Belo – 283 (alta – 53.866)

Cana Verde – 02 (baixa – 5.612)

Candeias – 229 (muito alta – 14.883)

Carmo da Mata – 06 (baixa – 11.439)

Carmo do Cajuru – 156 (muito alta – 22.257)

Carmópolis de Minas – 327 (muito alta – 19.144)

Cláudio – 69 (média – 28.366)

Conceição do Pará – 39 (muito alta – 5.480)

Córrego Danta – 07 (média – 3.241)

Córrego Fundo – 13 (média – 6.290)

Cristais – 535 (muito alta – 12.660)

Divinópolis – 1.614 (muito alta – 235.977)

Dores do Indaiá – 29 (média – 13.541)

Estrela do Indaiá – 66 (muito alta – 3.508)

Formiga – 689 (muito alta – 67.540)

Igaratinga – 45 (alta – 10.709)

Iguatama – 334 (muito alta – 7.971)

Itaguara – 279 (muito alta – 13.278)

Itapecerica – 58 (média – 21.763)

Itatiaiuçu – 461 (muito alta – 11.037)

Itaúna – 332 (alta – 92.561)

Japaraíba – 54 (muito alta – 4.314)

Lagoa da Prata – 795 (muito alta – 51.601)

Leandro Ferreira – 32 (muito alta – 3.233)

Luz – 643 (muito alta – 18.172)

Martinho Campos – 660 (muito alta – 13.330)

Medeiros – 10 (média – 3.771)

Moema – 06 (baixa – 7.479)

Nova Serrana – 1.783 (muito alta – 99.770)

Oliveira – 59 (média – 41.529)

Onça de Pitangui – 10 (alta – 3.144)

Pains – 136 (muito alta – 8.270)

Pará de Minas – 1.330 (muito alta – 93.101)

Passa Tempo – 12 (alta – 8.112)

Pedra do Indaiá – 07 (média – 3.969)

Perdigão – 147 (muito alta – 11.249)

Pimenta – 492 (muito alta – 8.631)

Piracema – 53 (muito alta – 6.421)

Pitangui – 388 (muito alta – 27.755)

Santana do Jacaré – 03 (baixa – 4.807)

Santo Antônio do Amparo – 17 (baixa – 18.434)

Santo Antônio do Monte – 51 (média – 28.054)

São Francisco de Paula – 10 (média – 6.535)

São Gonçalo do Pará – 392 (muito alta – 12.218)

São José da Varginha – 29 (muito alta – 4.927)

São Sebastião do Oeste – 22 (alta – 6.684)

Serra da Saudade – 01 (média – 786)