NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 30 de novembro de 2020

Delegacia de Polícia Federal em Divinópolis – Foto: Nayara de Paula/G1

 

A Polícia Federal em Divinópolis está apurando denúncias de possíveis irregularidades envolvendo o auxílio emergencial. A informação foi confirmada  pela reportagem nesta quarta-feira (15).

De acordo com o delegado chefe da Polícia Federal, Daniel Souza, há denúncias de pessoas que estão recebendo o benefício, mas não se enquadram nos requisitos exigidos pelo Governo Federal para o recebimento dos valores.

“Temos recebido denúncias das mais diversas formas, tanto daquelas pessoas que se inscrevem para obter o auxílio emergencial e não atendem os requisitos legais, assim como outras que tiveram problemas para receber”, explicou.
O delegado disse também que há até o momento denúncia de 30 pessoas que estariam recebendo o benefício de forma irregular, entre elas, empresários e servidores públicos. Todas as denúncias estão sendo analisadas caso a caso.

Além disso, os dados das pessoas envolvidas serão cruzados e, caso fique comprovada a irregularidade, o autor poderá responder pelo crime de estelionato contra a União.

“Posteriormente todos esses valores e essa situação serão levantados. Vamos cruzar dados, informações, e essas pessoas que receberam indevidamente os valores vão responder por esse crime e também terão que devolver”, acrescentou o delegado.

 

Denúncias

Na terça-feira (14), uma mulher denunciou o ex-marido em Divinópolis, por suposto recebimento indevido do auxílio.

A mulher, que preferiu não ser identificada, contou que o ex-companheiro é empresário e estaria recebendo o benefício sem necessidade. Segundo ela disse ainda, o fato foi levado ao conhecimento da polícia.

“A pessoa não precisa. Ele anda de caminhonete do ano, veículo de luxo, mora em um apartamento de luxo na região nobre da cidade. Eu o denunciei e denunciaria outra pessoa se ficasse sabendo também que está recebendo sem precisar, porque conheço pessoas que precisam e não estão recebendo”, concluiu.

 

Do G1