NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 29 de novembro de 2020

 

 

O Gabinete Institucional de Segurança de Minas, que inclui as polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros, registrou 440 ocorrências relacionadas às eleições municipais no Estado. Destas, 267 são de boca de urna e 358 são de pessoas presas ou conduzidas para prestar esclarecimentos.

Durante todo o dia de votação, 58 candidatos a prefeito e vereador foram detidos.

 

Região

A 7ª Região da Polícia Militar realizou diversas operações nesse domingo (15), para a garantia do processo eleitoral seguro e em harmonia com a legislação eleitoral. Foram empregados 1.176 policiais militares, incluindo o apoio do efetivo que veio da capital, em 283 viaturas, nos municípios do Centro-Oeste.

Comparados com o ano de 2016, observou-se a redução da incidência das ocorrências relacionadas ao pleito eleitoral em 43%. Em toda a 7ª RPM, 17 pessoas foram presas, sendo 15 por arregimentação de eleitores, crime eleitoral conhecido como “Boca de Urna”, e outras duas por violação do sigilo ao voto.

Além do policiamento voltado para as eleições, as operações policiais militares ordinárias foram mantidas e com excelentes resultados. Apenas na data de hoje, 28 pessoas foram presas por delitos diversos (abstraindo aquelas afetas aos crimes eleitorais), dois revólveres e um simulacro foram apreendidos, junto com duas munições e 6 tabletes / buchas de maconha, além de 9 pedras de crack.

 

Itaúna

Todos os órgãos, desde o MP, Justiça Eleitoral e Polícia Militar relataram que a integração entre as forças foi essencial para as eleições serem tranquilas.

De acordo com o Major Alexsandro, houve 8 Boletins de Ocorrências lavrados e 05 pessoas conduzidas a delegacia, em duas ocorrências diferentes. Houve uma operação da ROTAM, que resultou na apreensão de uma arma de fogo.

O Juiz Alex Matoso contou que houve uma audiência sobre boca de urna com transação penal, uma senhora que indicou um candidato para outros eleitores, sendo abordada pela Polícia Militar.

Segundo o Promotor Rodrigo Queiroz, uma denuncia contra um candidato a prefeito de tentativa de captação de votos esta sendo analisada, já que ainda não ficou comprovada a intenção na ação.