NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 26 de novembro de 2020

 

Muitos donos de bares e itaunenses em geral se indignaram na sexta-feira 17/07 com as imagens da inauguração da reforma do Canteiro de Obras do setor de Infraestrutura da Prefeitura de Itaúna, mais precisamente com o Refeitório Wagner Lázaro Pio. As imagens mostram vários funcionários em um mesmo local, sem o distanciamento correto.

Em outras fotos enviadas por ouvintes, mostra a realização de refeições e novamente a proximidade física entre os servidores. Comerciantes do setor alimentício e alguns cidadãos se posicionaram em suas redes sociais, fazendo questionamento de o porque de ser autorizado este tipo de conduta no refeitório, mas não ter sido liberado o self-service e a abertura de restaurantes, bares e outros estabelecimentos de lanches para refeições no seu interior.

As aglomerações foram admitidas pela Prefeitura, mas o self-service não.  “Existiam profissionais servindo aos servidores. Quanto as fotos eu não posso falar nada sobre elas porque não são oficiais” afirmou a assessoria do município.

“A Prefeitura de Itaúna lamenta a falha no controle de aglomeração durante a inauguração do refeitório da secretaria municipal de Infraestrutura. Na ânsia de entregar aos servidores o seu tão sonhado refeitório, o controle de acesso foi comprometido. A falha já foi corrigida e a Defesa Civil fez as devidas sinalizações bem como a aplicação de cartazes com o uso correto de máscaras. Não houve a prática de self-service. Destacamos que a maioria dos servidores não tem como se alimentar durante o expediente, o que pode prejudicar o trabalho prestado a comunidade, por isso utilizam este espaço. Reforçamos o compromisso com a cidade, o servidor, empregos e ao combate do Coronavírus” afirmou em nota.

Um ouvinte nos enviou um áudio comparando como cidades da região tem regras diferentes em relação a ambientes onde são servidos lanches ou almoços:

 

Segundo o Prefeito Neider Moreira afirmou em entrevista à Rádio Santana, não depende do município a decisão sobre abrir os bares, pois a determinação veio por meio de liminar da justiça.