NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 16 de setembro de 2019

 

 

Foi lançado no começo da semana uma parceria entre a Associação dos Procon’s Brasil e a FEBRABAN Federação Brasileira de Bancos, para a realização de um mutirão de renegociações de dívidas bancárias em todo o Brasil. Esse mutirão visa aquecer a economia e resolver os problemas de milhares de consumidores do Brasil, que hoje estão endividados com bancos, financeiras e cartões de créditos.

 

Para atender aos consumidores Itaunenses, o Procon municipal de Itaúna também aderiu a essa iniciativa. De acordo com o órgão o assunto mais reclamado nos Procon’s de todo o Brasil são os assuntos Financeiros. Em Itaúna/MG os problemas financeiros ficam em 2º Lugar, perdendo apenas para Reclamações contra as empresas de Telefonia.

 

Os consumidores Itaunenses poderão negociar dívidas, por exemplo, dos seguintes bancos e empresas da cidade: Bancos Bradesco, Itaú, Santander, BMG, Mercantil do Brasil, Unicred, LuizaCred, Crefisa, BV Financeira, Caixa Econômica Federal, Zema Financeira, Banco Fiat, dentre vários outros.

 

Por se tratar de uma ação de âmbito nacional, as negociações das dívidas não acontecerão nas sedes físicas do procon, todos os acordos e análises deverão ser realizados pela plataforma consumidor.gov, podendo ser acessada pelo site www.consumidor.gov.br ou pelo App de celular, que pode ser baixado tanto no Android quanto no IOS. A plataforma é simples e de fácil acesso, onde o consumidor deverá realizar o seu cadastro e em seguida iniciar sua Reclamação ou pedido de negociação.

 

A plataforma consumidor.gov, foi criada pela senacon – secretaria nacional do consumidor e pelo ministério da justiça, sendo monitorada por, além desses órgãos, pelos procon’s, Defensorias Públicas e pelo Ministério Público.

 

São mais de 90 (noventa) bancos, financeiras e administradoras de cartões de créditos que aderiram ao mutirão, onde a lista completa pode ser acessada pelo site da plataforma na ABA “Empresas Participantes”.

 

O Procon ainda alerta para que os consumidores iniciem as negociações com muito “bom senso” e cautela, para evitar um alto endividamento com os parcelamentos a serem realizados nos acordos, tanto a curto e longo prazo.

 

Segundo o órgão os consumidores devem lembrar que, com esse mutirão, existirá uma facilitação e um bom desconto dos juros de atraso e mora, podendo ainda ter um desconto na própria dívida em si, porém, um débito de R$50.000,00 (cinquenta mil reais), com certeza não vai virar R$100,00 (cem reais), então todos deverão ter uma mente aberta e visar a quitação do seu débito, considerando que a inadimplência contínua, prejudica o consumidor na aquisição de novos bens e até mesmo de realizar o sonho da casa própria.

 

O Procon orienta ainda para que os consumidores tentem, durante as negociações, dar preferência para acordos a curtos prazos, para que sua renda não fique comprometida por vários meses e anos.