NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 9 de maio de 2021

Qualquer pessoa pode enviar a homenagem, para conhecidos ou não- Foto Reprodução Internet

 

 

“Você é um exemplo de empenho e dedicação. Entrego toda minha gratidão e a minha admiração por você. Parabéns por não desistir de nós e pelo lindo trabalho neste tempo de pandemia.”

“Parabéns pela profissional exemplar que é. Se cuida, precisamos muito de você!”

“Cada dia que você sai para o plantão, meu orgulho e admiração ficam ainda maiores. Você é uma guerreira que não foge à luta.”

Essas são algumas das mensagens enviadas por milhares de pessoas aos profissionais que atuam na linha de frente da Covid-19 e que integram o projeto “Cuidar de quem cuida”, do Departamento de Gestão em Saúde da Escola de Enfermagem da UFMG.

 

Os homenageados são, além de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, aqueles que também precisam lidar com a doença dentro de hospitais e unidades de saúde em todo Brasil: profissionais da limpeza, recepção, setores de gestão e administração.

 

Qualquer pessoa pode enviar a homenagem, para conhecidos ou não. As mensagens enviadas são coletadas e encaminhadas aos destinatários. São textos ou videos divulgados no sistema interno de comunicação ou televisões das unidades de saúde ou mesmo em quadro de avisos.

 

A coordenadora da ação e professora da escola de enfermagem da UFMG, Karla Rona da Silva, relata quais são os principais sentimentos dos trabalhadores que atuam na linha de frente:

 

“Eles têm medo de se contaminar e levar essa doença para os entes queridos. Eles relatam também o cansaço com a demanda, que está cada vez maior. As pressões externas também, porque a população espera desses trabalhadores respostas imediatas. Mas também há relatos da alegria desses profissionais de terem ciência da importância do seu papel.”

O projeto é formado por alunos e pelos próprios profissionais que foram homenageados, que depois se tornam voluntários da iniciativa.

 

Cynara Ferreira Dutra é enfermeira na cidade de Caratinga, no Vale do Rio Doce. Ela foi uma das homenageadas no projeto e também teve a oportunidade de enviar mensagens aos colegas de profissão. Ela diz que o apoio chegou em um dia complicado de desânimo e exaustão.

 

“Quando eu recebi a minha, por acaso foi um dia que eu estava muito cansada, estava desanimada. Eram dias difíceis na Covid. A mensagem foi revigorante. Me trouxe energia e alegria. Era o que eu precisava ouvir naquele dia para sentir que eu importava, que eu era uma pecinha do quebra cabeça, mas que sem mim, ele não funcionava. ”

A auxiliar de serviços gerais de uma unidade de saúde de Chalé, na Zona da Mata, Marluci Dornelas Araujo, afirma que sentiu a valorização da profissão por meio das mensagens.

 

“Fiquei muito feliz, principalmente pela minha área. Nós, profissionais da limpeza, tão essenciais. às vezes, a gente receber uma mensagem de fé, positividade e gratidão faz muita diferença.”
Cristiano Inácio Martins é enfermeiro. Ele aponta que sempre que o desânimo ou frustração chegam, ele recorre ao vídeo recebido da avó para buscar forças e continuar.

 

“Sempre que necessário ou que eu preciso, eu volto a assistir à mensagem. Porque ela renova minhas forças em dias mais difíceis, traz a certeza de que está valendo a pena, de que tudo vai passar e viveremos dias melhores.”

 

Até fevereiro deste ano, 6.611 pessoas foram homenageadas. Foram enviadas 2.883 mensagens no formato de texto e 3.728 vídeos por meio do Whatsapp do projeto. Estados como Minas Gerais, Bahia, Pará, Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo foram contemplados, mas o projeto tocou mais longe e acolheu homenagens até em outros países, como Espanha, Inglaterra e França.

 

As mensagens com a homenagens, que podem ser por texto, vídeos ou áudios, podem ser enviadas por meio do e-mail cuidardequemcuidaufmg@gmail.com ou ainda pelo número (31) 99579-0660.

 

Por G1