NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 23 de maio de 2019

Próximo Conselho de Ética é quem vai apurar caso de corrupção

Paloma Guimarães

Santana FM

A apuração da suposta compra de ausência na votação da mesa diretora do vereador Iago Santiago (Avante), o Pranchana Jack, será realizada pela a próxima comissão de ética da Câmara Municipal de Itaúna. A comissão sofrerá alterações para o próximo biênio, já que o seu então presidente o vereador Hudson Bernardes (PSC), será o vice-presidente da casa.

Com a nova composição da mesa diretora da câmara para o biênio de 2019/2020 que tem como vice-presidente o vereador Hudson, a Comissão de Ética também sofrerá alteração e só após a sua nova composição que as investigações começarão.

O caso também será investigado pelo o Ministério Público, que já realizou ação de busca e apreensão de documentos com o apoio da Polícia Civil. A ação aconteceu nessa quarta (19) e teve como alvo o gabinete e a residência do vereador Alex Artur (PSDB), o Lequinho.

Em nota enviada ao Jornalismo da Santana FM a Câmara de Itaúna também explicou a atuação do Conselho de Ética, confira na integra:

De acordo com o Regimento Interno da Casa, o Conselho de Ética atuará quando receber representação de qualquer cidadão com domicílio eleitoral no Município, devidamente comprovado: de vereador membro da Casa Legislativa; de partido político com representação na Câmara; ou por provocação da Mesa Diretora, assim, segundo o vereador Hudson Bernardes, presidente da atual Comissão de Ética da Câmara Municipal de Itaúna, as questões ligadas à investigação do caso envolvendo denúncias de corrupção citado pelo vereador Iago Souza, serão analisadas pela próxima Comissão de Ética a ser formada pela gestão do próximo biênio.

As denúncias em questão ganharam grande proporção após publicação nas redes sociais.