NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 16 de setembro de 2019

Fonte: G1 / Foto: Internet

 

 

Quase 2,5 milhões de veículos estão com pendências no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) 2019 no estado, de acordo com o Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG). Esse número representa 24,79% do total.

 

Em Belo Horizonte são 398.257 casos, o que equivalem a 20,74%. O que muita gente não sabe é que essas multas, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e o licenciamento podem ser divididos em até 12 vezes no cartão de crédito.

 

Além do parcelamento, fica mantido o desconto de 20% para as multas pagas dentro do prazo, como já acontece na modalidade tradicional.

 

O motorista que dirigir veículos sem estar devidamente registrado e licenciado comete infração gravíssima, recebe multa no valor de R$ 293,47, sete pontos na carteira, além de ter o carro removido.

 

A partir da confirmação do pagamento pela Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais (SEF-MG) é autorizado a emissão do documento, que levará, em média, de 10 a 15 dias para ser entregue no endereço cadastrado.

 

O CRLV será entregue pelos Correios com AR, portanto, é obrigatório que no endereço de entrega tenha uma pessoa para assinar o recibo. Após três tentativas de entrega não realizadas, o documento será devolvido para a Unidade de Atendimento Integrado (UAI).

 

Nos casos de pagamento recente e desde que o CRLV não tenha sido enviado pelos Correios, o cidadão poderá solicitar a emissão na sede Detran-MG ou delegacias de trânsito dos municípios.

 

Se o documento não foi emitido, acesse o site do Detran-MG para verificar o motivo do não licenciamento, por exemplo, se há multas pendentes, se o endereço cadastrado está atualizado ou se estão em aberto alguma taxa ou seguro Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat).