NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 7 de julho de 2020

Lagoa da Prata aparece em seguida, com 179 casos confirmados. segundo o boletim estadual – Foto reprodução

 

Minas Gerais registrou a ocorrência dos 118 surtos de Covid-19. Entre as cidades onde houve aumento dos casos estão quatro da região Centro-Oeste: Lagoa da Prata, Bom Despacho, Carmo do Cajuru e Formiga. Cada município tem, respectivamente, 211, 47, 73 e 79 casos confirmados da doença. Em Lagoa da Prata duas mortes foram confirmadas, em Bom Despacho uma e três em Carmo do Cajuru. Em Formiga há duas em investigação.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, os surtos estão relacionados com a menor observância dos protocolos sanitários e com a não adoção de medidas de distanciamento social. Eles são caracterizados pelo aumento de casos da doença em um determinado ambiente ou região específica. Ao todo, 70 municípios das 14 macrorregiões registraram surtos.

Em relatório investigativo emitido conjuntamente pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES), no último dia 18, durante a vigésima segunda semana epidemiológica foi registrado o crescimento mais significativo dos surtos: cerca de 20 casos. Empresas, serviços de saúde e o sistema prisional foram os ambientes com maior número de surtos até o momento: 34 nos dois primeiros casos e 18 surtos no sistema prisional. Mas escolas, igrejas e serviços de acolhimento também registraram surtos de Covid-19, num total de 7.837 pessoas expostas.

Apesar do crescimento do número de infectados no estado, este comportamento já é o previsto em uma pandemia e está contemplado pelo Plano de Contingência das Macrorregionais, desenvolvido pela SES-MG.

“Toda a rede pública de saúde do Estado está recebendo investimentos, habilitação de leitos e respiradores, que vão sendo enviados aos municípios conforme a disponibilidade do hospital em colocar um leito de UTI em funcionamento de forma imediata”, explicou o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

Segundo ele, além destes equipamentos servirem para socorro aos doentes da Covid-19, serão incorporados aos hospitais e ajudarão a melhorar, de forma permanente, a estrutura de saúde pública de Minas Gerais.

 

Os municípios onde ocorreram os surtos são:

Belo Horizonte, Betim, Brumadinho, Contagem, Ibirité, Jaboticatubas, Mariana, Ribeirão das Neves, São Joaquim de Bicas, João Monlevade, Corinto, Curvelo, Felixlândia, Pompéu, Sete Lagoas, Antônio Carlos, Barbacena, Congonhas, Piranga, Barroso, Lagoa Dourada, Resende Costa, São João Del Rei, Diamantina, Alvarenga, Governador Valadares, Manhuaçu, Mutum, Pocrane, Cajuri, Ponte Nova, Urucânia, Itinga, Joaíma, Carmo do Paranaíba, Serra do Salitre, Paracatu, Unaí, Taiobeiras, Pirapora, Bom Despacho, Carmo do Cajuru, Formiga, Lagoa da Prata, Bicas, Juiz de Fora, Santos Dumont, Leopoldina, Ubá, Poço Fundo, Itajubá, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Senador Amaral, Boa Esperança, Ingaí, Itanhandu, Lambari, Lavras, Nepomuceno, Três Corações, Varginha, Uberlândia, Araxá, Frutal, Iturama, Uberaba, Belo Oriente, Ipatinga e Timóteo.

 

Do Portal Gerais