NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 20 de janeiro de 2021

Foto Reprodução Redes Sociais

 

 

O Corpo de Bombeiros confirmou na noite desta quarta-feira (13) a morte de quatro trabalhadores de uma empresa de asfalto no acidente envolvendo um caminhão, que despencou de um viaduto da BR-381 em João Monlevade, região Central de Minas, durante a tarde. O acidente foi no mesmo local onde um ônibus caiu no dia 4 de dezembro e matou 19 pessoas.

 

Carlos Sebastião Félix, Herivelton Damasceno Cardoso, Marciano Carvalho Abreu e José Geraldo Anísio Leite saíram de uma pedreira, localizada em Jaguaraçu, no Vale do Aço, com destino a Rio Piracicaba, na mesma região, para fazerem um serviço de pavimento de rua. No entanto, eles não chegaram ao destino.

 

De acordo com os bombeiros, o caminhão foi localizado no rio Piracicaba a uma profundidade de 20 metros. Os militares amarraram o veículo em um ponto demarcado com pesos para dar prosseguimento na retirada das vítimas na manhã desta quinta-feira (14).

 

Segundo o engenheiro da KC Abreu Infraestrutura, empregadora das vítimas, Ricardo Lacerda, assim que foi constatado que o caminhão não havia chegado ao destino, começou a procura. “O veículo saiu da usina e não chegou à obra. Nos percorremos o trecho até Rio Piracicaba, para ver se ele tinha estragado, algo assim. Porém, nesse meio tempo, fomos informados que um caminhão havia caído da ponte”, contou.

 

“Estamos entrando em contato com as famílias, para prestar todo o apoio necessário, para nos colocarmos à disposição nesse momento difícil. Ficamos tristes, pois eram nossos colegas de trabalho”, completou o engenheiro.

 

O acidente aconteceu por volta das 15h e, conforme testemunhas, o motorista teria perdido o controle da direção. O local, conhecido como Ponte Torta, que fica na altura do km 350 da rodovia, é o mesmo onde a queda de um ônibus matou 19 pessoas em dezembro de 2020.

 

Fotos Corpo de Bombeiros

 

Por O Tempo