NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 25 de janeiro de 2021

Secretario Municipal de Saúde Fernando Meira afirmou que Itaúna tem realizado de 100 a 120 testes por dia – Foto Santana FM

 

O município de Itaúna, a região Centro-Oeste, o estado de Minas Gerais e o Brasil vem observando o aumento de casos confirmados do Coronavírus nas ultimas semanas. A regressão para a Onda Vermelha, é o grande temor da população e da economia.

 

Em entrevista ao Jornalismo da Radio Santana, o Secretário de Saúde, Fernando Meira, explicou que o Comitê Municipal de Covid, tem se pautado no cenário do Comitê Executivo Estadual do programa Minas Consciente.

 

A população tem questionado o aumento expressivo de casos positivos de Coronavírus na cidade. Fernando Meira afirmou que só a rede SUS em Itaúna tem realizado de 100 a 120 testes por dia.

 

O secretário confirmou que essa possibilidade é grande, se a média de casos confirmados se manter em alta como nas ultimas três semanas. A Microrregião de Itaúna que envolve Itaúna, Itatiaiuçu, Itaguara, e Piracema permanece na Onda Vermelha.

Já a Macrorregião Oeste, depois de mais de um mês na Onda Verde, fase menos restritiva do programa “Minas Consciente”, regrediu essa semana para a Onda Amarela.

 

 

Minas Consciente

As novas determinações foram divulgadas pelo Estado na quarta-feira 02/12, que também atualizou as definições das microrregiões.

Na fase Amarela em que a macrorregião Oeste está, são permitidos serviços como academias, salões de beleza, clubes, além do consumo em bares e restaurantes. Para isso, é preciso que as regras de higiene, distanciamento e lotação máxima, sejam seguidas.

De acordo com o Estado, por conta do alerta para o contágio em Minas Gerais, é recomendando que as pessoas mantenham as medidas de distanciamento e isolamento social, além do uso constante de máscara e álcool em gel.

“De forma geral, oriento efetivamente que a sociedade preste atenção no distanciamento, evite sair de casa de forma desnecessária, evite aglomeração nas ruas e principalmente que evite festas e bares nesses próximos dias porque pode trazer risco para todos”, disse o secretário de Estado de Saúde, o médico Carlos Eduardo Amaral.

Caso as ondas indicadas para as macro e microrregiões sejam diferentes, caberá a cada prefeito de cada cidade optar por qual das duas recomendações seguir. As informações são divulgadas semanalmente no site do “Minas Consciente”.

A macrorregião Oeste regrediu para a Onda Amarela após ficar na fase menos restritiva desde o dia 21 de outubro. Carlos Eduardo Amaral afirmou que a regressão das macrorregiões foi impulsionada pelo aumento de casos na última semana, reflexo principalmente das movimentações do período eleitoral.

Para avançar para a Onda Verde, a menos restritiva, as cidades precisam estar há 28 dias consecutivos na fase Amarela, sem sofrer retrocessos durante esse período.

 

Microrregiões

O Governo de Minas atualizou, ainda nesta quarta-feira, a classificação das microrregiões. Veja como  as cidades do Centro-Oeste  englobam as microrregiões.

Amarela

Micro de Divinópolis: Araújos, Carmo do Cajuru, Cláudio, Divinópolis, Itapecerica, Perdigão, São Gonçalo do Pará, São Sebastião do Oeste;

Micro de Formiga: Bambuí, Córrego Danta, Córrego Fundo, Formiga, Iguatama, Medeiros, Pains, Pimenta;

 

Verde

Micro de Bom Despacho: Bom Despacho, Dores do Indaiá, Estrela do Indaiá, Luz, Martinho Campos, Moema, Serra da Saudade;

Micro de Oliveira: Carmo da Mata, Carmópolis de Minas, Oliveira, Passa Tempo, Santo Antônio do Amparo, São Francisco de Paula;

Micro de Pará de Minas: Conceição do Pará, Igaratinga, Leandro Ferreira, Nova Serrana, Onça de Pitangui, Pará de Minas, Pitangui, São José da Varginha;

Micro de Piumhi: Capitólio, Doresópolis, Piumhi, São Roque de Minas.

 

Vermelha

Micro de Itaúna: Itaúna, Itaguara, Itatiaiuçu, Piracema;

 

Por Edson Ferraz/Santana FM

 

Covid-19: Itaúna termina a semana com 2 mortes e média alta de infectados