Sobe para oito os casos de varíola dos macacos em Minas

6/07/2022 | Minas Gerais

Todas as vítimas da doença em Minas são do sexo masculino – Foto CDC’s Public Health Image Library

 

 

Subiu para oito o número de casos confirmados da varíola dos macacos, a Monkeypox, em Minas Gerais. Os cinco últimos casos foram registrados nesta quarta-feira (6), e estão sendo monitorados pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

 

Até o momento, todas as vítimas da doença em Minas são do sexo masculino. Três dos casos mais recentes são de homens entre 33 e 38 anos, moradores de Belo Horizonte. Ambos têm histórico de viagem para o Estado de São Paulo.

 

Outros dois casos foram registrados em homens de 34 e 46 anos, residentes de Sete Lagoas, região Central do Estado. Segundo a SES, o paciente de 34 anos teria viajado para o Estado de São Paulo. Já o indivíduo de 46 anos teria contraído a doença através do contato com o primeiro registro na cidade.

 

De acordo com a SES, os pacientes são monitorados pelas autoridades de Saúde e permanecem em isolamento. O quadro deles é considerado estável. Ainda segundo o Governo de Minas, a fonte provável de contaminação dos oito casos foi por contato íntimo.

 

Ao todo, já foram notificados 28 casos suspeitos no Estado. Além dos oito confirmados, dez foram descartados laboratorialmente e dez estão em investigação.

Primeiros casos

 

O primeiro caso em território mineiro foi confirmado na última quarta-feira (29). Trata-se de um paciente de 33 anos, morador de BH, e que esteve na Europa entre 11 e 26 de junho.

 

Na segunda (4), Minas confirmou mais dois casos – totalizando três. Os registros são de um homem de 30 anos e outro de 23. Ambos têm histórico de viagem para o Estado de São Paulo.

 

Por Hoje em Dia

 

 

Veja também