NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 5 de dezembro de 2020

Quase 2 mil candidatos em Minas recebiam auxílio emergencial de forma irregular

 

Uma auditoria feita pelo Tribunal de Contas da União identificou que 1.973 candidatos às eleições em Minas Gerais foram beneficiados pelo auxílio emergencial e receberam alguma parcela irregularmente. É o segundo estado com mais candidatos irregulares nesse relatório do TCU (veja a lista abaixo).

Eles têm patrimônio superior a R$ 300 mil. Uma medida provisória de setembro deste ano passou a vetar a concessão do benefício a quem declarou bens a partir desse valor em 31 de dezembro de 2019.

Ao todo, 1.071 desses candidatos declararam à Justiça Eleitoral patrimônio entre R$ 300 mil e R$ 500 mil; 652 disseram ter entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão; outros 250 declaram patrimônio milionários e, ainda assim, também conseguiram o benefício.

Entre os 1.973 irregulares detectados em Minas, 50 são candidatos a vereador por Belo Horizonte, 36 são candidatos a vereador por Contagem e, em Betim, há 23 candidatos a vereador e uma candidata a vice-prefeita que receberam o benefício.

 

Acesse o relatório completo do TCU

 

Para o professor Carlos Ranulfo, do Departamento de Ciência Política da UFMG, a lista do tribunal pode ajudar o eleitor na escolha do candidato, no próximo domingo (15):

“Isso mostra que os problemas da sociedade, problemas de corrupção, problemas de pessoas quererem se aproveitar do recurso público, não estão só na política. Estão também na sociedade. Temos pessoas que são como nós, são cidadãos que querem se candidatar, mas cometem isso. Se inscrevem no aplicativo sem poder. É uma atitude incorreta. É o mau uso dos recursos públicos.”

 

O TCU afirmou que eventuais crimes eleitorais só podem ser confirmados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). E expediu determinação ao Ministério da Cidadania para que faça revisão dos benefícios, indique as providências ou os controles internos que serão adotados e informe os resultados.

Veja a seguir a relação de candidatos com mais de R$ 300 mil de patrimônio, por estado, e que receberam auxílio emergencial, segundo o TCU:

 

SP – 1.980
MG – 1.973
PR – 903
RS – 698
GO – 667
BA – 610
SC – 600
MT – 539
PA – 474
RJ – 299
ES – 275
MA – 243
RO – 220
TO – 171
CE – 166
MS – 155
PE – 149
AM – 141
PI – 80
RN – 67
PB – 66
AC – 64
AL – 47
SE – 42
AP – 34
RR – 27

Por G1