NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 30 de novembro de 2020

Batida entre os veículos foi registrada em Bom Despacho – Foto Corpo de Bombeiros/Divulgação

 

 

O trecho da BR-262 interditado após o acidente entre cinco carretas, nesta quinta-feira (10), em Bom Despacho, foi liberado por volta das 21h30, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O motorista, de 40 anos, e o passageiro, de 28 anos, de um dos caminhões morreram na hora.

Um passageiro do mesmo caminhão, que não teve a identidade divulgada, foi levado, em estado grave, uma unidade de saúde de Bom Despacho. Como os nomes não foram divulgados, não foi possível saber o estado de saúde delas. Outros dois motoristas tiveram ferimentos leves.

 

Acidente

Segundo a PRF, o acidente ocorreu no km 484 e envolveu cinco veículo de carga. O caminhão carregado com camas de frango, que seguia sentido interior, bateu na traseira de uma carreta tanque que estava com velocidade reduzida à frente dele.

Com a batida, o motorista perdeu o controle do caminhão que invadiu a contramão e bateu em outras três carretas que seguiam sentindo contrário.

O motorista do caminhão carregado com frango, de 40 anos, e um dos passageiros, de 28 anos, morreram na hora. Outro passageiro do caminhão, que não foi identificado, foi levado em estado grave para atendimento em Bom Despacho.

Dois motoristas de duas carretas, que também não tiveram a identidade divulgada, tiveram ferimentos leves. Os corpos das vítimas foram levados pela funerária de Bom Despacho.

 

Interdição

Após o acidente, a polícia informou que a extensão do congestionamento era de 20 quilômetros, sendo 10 quilômetros para cada lado.

De acordo com a Triunfo Concebra, concessionária que administra a rodovia, o acidente houve derramamento de carga na via de duas carretas que transportavam esterco e camas de frango.

As equipes da concessionária realizaram a limpeza para liberação do fluxo.

 

Com a batida, as cargas que eram levadas pelas carretas ficaram espalhadas na rodovia – Foto Corpo de Bombeiros/Divulgação

 

Do G1