NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 24 de junho de 2021

acidentes ultrapassagem feriado

 

 

 

Balanço parcial das mortes nas estradas que cortam Minas Gerais durante o feriado prolongado da Independência chama a atenção para o perigo das ultrapassagens proibidas ou forçadas. Pelo menos 33 pessoas já morreram nas rodovias federais e estaduais mineiras, das quais 11, o equivalente a 33,3{4f38b4b7d8b4b299132941acfb1d57d271347fbd28c4ac4a2917fcb5fee07f0b} do total, perderam a vida em dois acidentes onde há indícios de ultrapassagens sem condições de segurança, que provocaram batidas frontais violentas. Essa situação também pode ser observada em levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) referente aos acidentes no estado de janeiro a julho deste ano. Enquanto as ultrapassagens indevidas correspondem a apenas 3{4f38b4b7d8b4b299132941acfb1d57d271347fbd28c4ac4a2917fcb5fee07f0b} das 7,4 mil batidas e atropelamentos, ocupando o oitavo lugar no ranking das causas, elas sobem para o quarto posto no ranking das mortes. Dos 433 óbitos que ocorreram nos sete primeiros meses de 2015, 58 (13,3{4f38b4b7d8b4b299132941acfb1d57d271347fbd28c4ac4a2917fcb5fee07f0b}) foram causados por esse tipo de imprudência.