NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 5 de março de 2021

Prédio da Câmara Municipal de Itaúna – Foto Reprodução

 

 

Na Reunião Plenária  realizada na Câmara de Vereadores de Itaúna, esta terça-feira 26/01, os vereadores presentes aprovaram dois projetos de lei que visam tornar academias e salões de beleza serviços essenciais à saúde na cidade.

O Projeto de Lei nº 03/2021, proposto pelo vereador Nesval Júnior, tem como objetivo incluir academias de musculação, ginástica, pilates, natação, hidroginástica, artes marciais e todo tipo de esportes, como atividade essencial à saúde. Na justificativa, o vereador falou sobre a importância do exercício físico para a saúde física e mental. O projeto foi aprovado por unanimidade na reunião.

O Projeto de Lei nº 18/2021, proposto pelo vereador Gustavo Dornas, visa incluir as atividades prestadas pelos cabeleireiros, barbeiros, manicures, pedicures e depiladores como atividades essenciais à saúde em Itaúna. Para justificar, o vereador defendeu que esses serviços se enquadram no conceito de higiene, pois eles garantem que os indivíduos tenham sensação de bem-estar, saúde e conforto íntimo e mental. O projeto também foi aprovado por unanimidade na Câmara.

O Prefeito de Itaúna, Neider Moreira, ainda precisa aprovar ambos os Projetos.

Medidas de proteção

No primeiro projeto, o vereador não especificou as medidas de proteção necessárias para conter o Coronavírus nas academias, mas deixou claro que a limitação de pessoas nas academias é facultativa.

 

Entretanto, o segundo projeto apresenta 12 medidas de segurança, sendo elas:

  • Atender um cliente por vez, somente com hora marcada, mantendo distância mínima de 2 metros entre os clientes.
  • Proibir a permanência de clientes no estabelecimento fora do horário de atendimento, desativando a sala de espera e recepção.
  • Proibir o atendimento de um cliente por mais de um profissional, simultaneamente.
  • Utilizar luvas descartáveis, inclusive para lavagem de cabelos, que deverão ser trocadas após atendimento de cada cliente.
  • Utilizar toalhas de uso individual que deverão ser trocadas após cada atendimento.
  • Observar um intervalo mínimo de trinta minutos de um cliente para o outro para higienização, esterilização e desinfecção dos mobiliários, dos equipamentos e das mãos.
  • Manter número suficiente de escovas, pentes, tesouras e outros equipamentos, de forma a atender ao tempo necessário para higienização, esterilização e desinfecção após o uso.
  • Utilizar capas individuais descartáveis.
  • Utilizar lâminas descartáveis, vedada a reutilização, sendo o descarte de acordo com as normas da Vigilância Sanitária.
  • Importante salientar o uso obrigatório de máscara adequada para funcionários e clientes.
  • Proibido jornais e revistas no estabelecimento.
  • Quando necessário a presença de acompanhantes, eles deverão aguardar fora do estabelecimento.