NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 31 de maio de 2020

 

Foto Reprodução O Tempo

 

 

O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), declarou, na tarde desta quarta-feira (20), em uma rede social, que “as aulas continuam suspensas e não há previsão de serem retomadas”. Em entrevista à Rádio Itatiaia, na manhã desta quarta-feira, porém, o governador admitiu que o retorno das aulas presenciais nas escolas poderá ocorrer somente no ano que vem. A medida seria mais uma alternativa adotada pelo governo do estado a fim de evitar a propagação do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

“Nós não sabemos o desenrolar da crise, mas pode ser que mês que vem já esteja disponível uma vacina. Acho pouco provável. Já está comprovado que as crianças são pouco afetadas pelo vírus. Mas elas levam o coronavírus para dentro de casa. São quase que imunes, mas acabam transmitindo para os pais e avós”, disse Zema à Itatiaia.

“Então, neste momento, acho que não seria nem um pouco adequado. Estaremos acompanhando, mas a previsão é de que isso não seja feito tão cedo”, completou.

O chefe do Executivo estadual também se mostrou favorável ao adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o que acabou sendo anunciado na tarde desta quarta-feira, pelo governo federal. Na noite de terça (19), o projeto de lei que adia a aplicação da prova e de demais processos seletivos de acesso à educação superior, como os vestibulares, teve aprovação no Senado.

“Se o Enem for significar grandes aglomerações, e pelo que eu sei sempre foi, sou favorável a um adiamento ou então que faça de uma forma que as pessoas não fiquem concentradas. Mas eu tenho dito que a volta às aulas, eventos sociais, festas e eventos esportivos, como jogos de futebol, em minha opinião, muito dificilmente vão acontecer neste ano”, afirmou Zema.

Logo após, no entanto, após a repercussão da fala, Zema foi ao Twitter pedir calma à população.

“As aulas continuam suspensas e não há previsão de serem retomadas. Me perguntaram quando as escolas vão reabrir, eu disse que não sei, não é possível dizer. Reitero: pode ser que as aulas voltem em um mês, dois meses, três, quatro”, publicou.

Além das aulas, Zema também afirmou que atividades como eventos sociais, festas e eventos esportivos – jogos de futebol, por exemplo – só devem voltar no ano que vem.

Pagamentos dos servidores

De acordo com Romeu Zema (Novo), o salário de abril dos servidores começará a ser pago partir de sexta-feira (22). A escala foi anunciada pelo governador no início da tarde desta quarta-feira (20), em coletiva virtual.

A primeira parcela é R$ 2 mil. O restante, de acordo com o chefe do Executivo estadual, sai no dia 27. A exceção são os salários de profissionais da saúde e da segurança pública, pagos integralmente no dia 15.

Na ocasião, Zema mencionou também a quitação do 13º salário de 2019 dos funcionários que ainda não haviam recebido – cerca de 17% do total. O benefício foi pago nesta quarta-feira (20), conforme anunciado mais cedo no Twitter.

Uai / O Tempo